Nossas redes

O que você está procurando ?

Ouvi no Filme - Lupa Charleaux

Os Vingadores e suas trilhas sonoras

Vingadores: Guerra Infinita é a principal estreia nos cinemas nesta semana. Dirigido pelos Irmãos Russo, ele celebra os dez anos do universo cinematográfico da Marvel. Ao longo dessa década foram lançados 18 filmes com ótimas trilhas sonoras. Pode confessar que logo você lembrou do Guardiões da Galáxia e Pantera Negra, não é mesmo?

No Ouvi No Filme desta semana, eu selecionei os temas criados exclusivamente para os principais heróis da editora no cinema. E muitas dessas faixas foram escritas por compositores famosos, o que dá um charme a mais a obra. Então, é hora de conhecer um pouco das canções temas dos Vingadores.

Publicidade

Mas antes de me aprofundar nesse mundo de trilhas sonoras, que tal dar uma olhada no trailer de Vingadores: Guerra Infinita? E se você já viu o filme, lembre-se: Sem Spoiler.

Um Herói Bilionário e Headbanger

O filme que inaugurou o universo da Marvel nos cinemas foi Homem De Ferro (2008). O diretor Jon Favreau convidou o compositor alemão Ramin Djawadi para desenvolver os temas do longa apenas quando a produção estava finalizada. Mas isso não influenciou diretamente no trabalho.

A ideia era mostrar o personagem Tony Stark (Robert Downey Jr.) como um rockstar, o que fez a trilha ter uma forte influência de heavy metal. E antes de transformar os temas em “rock sinfônico”, Djawadi compôs tudo no violão. Produzido em parceria com Hans Zimmer, o álbum teve a participação do guitarrista Tom Morello (Rage Against The Machine/Audioslave).

Publicidade

Um Deus Nórdico

Dirigido pelo o inglês Kenneth Branagh, Thor (2011) trouxe para as grandes telas o personagem dos quadrinhos inspirado na mitologia nórdica. E assim como o longa, a trilha sonora tinha o desafio de representar a dualidade entre a Terra e o Asgard, planeta de origem do personagem.

Com o conceito de transformar as grandes melodias celtas e algo mais contemporâneo, o escocês Patrick Doyle assumiu o papel de compositor dos temas. Ele se tornou o responsável por compor o leitmotif do Deus Nórdico da Marvel que acompanhou o personagem em outras produções.

Publicidade

Um Super Soldado Clássico

Em Capitão América: O Primeiro Vingador (2011), o diretor Joe Johnston optou por temas mais clássicos para a produção. Por isso, ele convidou o compositor americano Alan Silvestri para realizar o trabalho musical. O músico é “apenas” responsável pelas canções históricas da trilogia De Volta Para o Futuro (1985-1990).

Com a história principal do filme se passando na 2ª Guerra Mundial, mas apresentando diversos elementos futurísticos e de ficção científica, Silvestri aproveitou seu estilo para criar algo “romanticamente heroico”. Assim, o tema principal do personagem é em formato de fanfarra dando um tom bem patriótico para faixa e ao mesmo tempo nostálgico. E que lembra um pouquinho o trabalho de John Williams com Star Wars.

Um Super Time

Após a introdução dos personagens no universo cinematográfico, a Marvel realizou o sonho dos nerds e lançou Os Vingadores (2012). A pedido do diretor Joss Whedon, Alan Silvestri retornou ao mundo dos heróis e desenvolveu temas bem menos militares do que apresentou em Capitão América: O Primeiro Vingador.

Publicidade

O compositor precisava desenvolver canções específicas para cada momento de climax do filme e para cada personagem – incluindo o vilão Loki (Tom Hiddelston). Desta maneira, ele precisava pegar um pouco do trabalho dos compositores dos longas anteriores e adaptar em um conceito que combinasse com a ideia que ele o diretor tinham para a produção.

Mas por ser o primeiro crossover entre os principais heróis da Marvel no cinema, o tema da equipe precisava ser algo grandioso e heróico. E desta maneira, Silvestri nos presenteou com The Avengers.

A Segunda Reunião

Os Vingadores: A Era de Ultron (2015) foi a segunda reunião dos heróis da Marvel nos cinemas. Mais uma vez na direção, Joss Whedon optou por chamar outro compositor que estivesse envolvido com os personagens. Criador das trilhas de Homem de Ferro 3 (2013) e Thor: O Mundo Sombrio (2013), o maestro Brian Tyler assume o posto musical.

Publicidade

Tyler revelou que queria dar um tom de nostalgia, algo como o que acontece ao ouvir os temas de Star Wars e Superman – ambos de John Williams. E para conseguir completar as canções para os três atos, o compositor teve a colaboração de Danny Elfman, creditado como co-compositor.

Disposto em não mexer no trabalho de Silvestri, Tyler decidiu compor Rise Together. A intenção era que a faixa representasse o longa por si só, tendo influência de marchas militares. Enquanto, a antiga The Avengers recebeu um tratamento especial nas “mãos” de Elfman para poder se encaixar na atmosfera do resto da trilha.

E chegando agora nos cinemas, sabemos que Alan Silvestri retorna ao comando da trilha sonora em Os Vingadores: Guerra Infinita. Porém, ainda é muito cedo para comentar o trabalho do compositor. Quem sabe em uma próxima edição do Ouvi no Filme.

Publicidade

COLUNAS

Advertisement

Posts relacionados

TV e Cinema

Engenharia do Cinema Desde o final de “Star Wars Episódio 3: A Vingança dos Sith“, muitos se perguntaram como estava a vida de Obi-Wan Kenobi,...

TV e Cinema

Thor: Amor e Trovão, quarto filme da franquia do herói, ganhou um novo trailer nesta segunda (23). Além de reunir personagens queridos pelo público,...

TV e Cinema

Engenharia do Cinema Se tratando da primeira produção da Marvel Studios em formato de seriado, que é responsável por apresentar um novo nome no Universo Cinematográfico...

TV e Cinema

Engenharia do Cinema Um pouco antes de Morbius ser lançado originalmente no início de 2020, o ator Jared Leto se encontrava em um retiro espiritual, isolado...

Publicidade

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Fika Projetos