Nossas redes

O que você está procurando ?

Crédito: Fernando Rocha

BR

Inocentes lança EP com duas faixas inéditas; ouça!

“Punk rock direto, urgente e sem delongas”, é assim que a veterana Inocentes classifica o novo EP, lançado na última quinta-feira (28) nas principais plataformas digitais. Com duas faixas, Queima e Eu Vou Ouvir Ramones, o trabalho resgata o punk dos primórdios da banda paulista.

“É uma porrada sonora, mas com a cara do Inocentes. Não é hardcore, não tem mistura, é o mais puro punk rock nascido nas ruas de São Paulo”, explica o vocalista Clemente Nascimento.

Para compor a faixa título de Queima, que ganhou um lyric video desenvolvido por Gustavo Cordena, o vocalista conta que se inspirou através da relação estreita entre os acontecimentos no Brasil e no mundo.

Publicidade

“Está tudo interligado e interdependente. Quando a floresta amazônica é queimada, não chove no sul do país e diminui a produção, e por aí vai. Esse avanço das posições extremistas pelo mundo, a ignorância institucional e institucionalizada em todas as esferas sociais, o capitalismo selvagem e sem controle é um desastre para a civilização, ou encontramos uma alternativa ou a antiga Nova Ordem Mundial vai pro saco, aliás já está indo”, reflete.

Eu Vou Ouvir Ramones, foi composta pelo guitarrista Ronaldo Passos, que assume os vocais na faixa.

“A ideia da música foi pelo fato de eu mesmo ter adotado o hábito de ouvir Ramones em diversas situações. É uma nova maneira de também dar um fod*- se”, revela o guitarrista. “Não foi a primeira vez que o Ronaldo assumiu os vocais”, conta Clemente. “Pra mim é legal, pois a letra tem aquele humor característico dele, humor ácido, que eu não ia conseguir reproduzir”, completa.

Queima foi gravado no estúdio Wah Wah, com a produção de Michel Kuaker, uma vontade antiga da banda.

Publicidade

“O Kuaker é muito talentoso e tem conhecimento técnico para capturar a banda com uma qualidade, além do bom gosto nas sugestões e mixagem. E o Alexandre Algranti da Black And Roll Recordings fez a produção executiva, viabilizando tudo, equipamentos e masterização, para que a gente chegasse nesse resultado que todos curtiram muito”.

O EP também está disponível em NFTs, colecionáveis e que podem ser negociados.

“Acho que vamos ser uma das primeiras bandas brasileiras a lançar fonogramas em NFTs”, arrisca Clemente, que deixa também um alerta para os mais desligados: “O Inocentes está vivo e produzindo”.

Além de Clemente Nascimento (voz e guitarra) e Ronaldo Passos (guitarra), o Inocentes é composto por Anselmo Monstro (baixo) e Nonô (bateria).

Publicidade

Publicidade

COLUNAS

Advertisement

Posts relacionados

BR

A vontade de ver suas composições ganhando desdobramentos pouco convencionais é o que motiva a Fresno a entregar mais um compilado de remixes do...

BR

Após lançar quatro músicas e todas as faixas com videoclipes, o trio paulistano Anônimos Anônimos coloca no streaming pelo selo Repetente Records o EP...

BR

Muito se fala e, principalmente, se canta sobre o amor romântico, as alegrias, mas poucas vezes ouvimos sobre as frustrações e desilusões que sofremos....

BR

Entre canções ao mesmo tempo intensas e dançantes, o cantor e compositor Soutø faz do seu EP de estreia My Mind Trip uma jornada...

Publicidade

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Fika Projetos