Nossas redes

O que você está procurando ?

Crédito: Leo Acevedo / Divulgação

BR

Fundador e tecladista do RPM, Luiz Schiavon morre aos 64 anos

Luiz Schiavon, tecladista e fundador da banda RPM, morreu na madrugada desta quinta-feira (15), aos 64 anos, informou a família do músico nas redes sociais. Ele tratava uma doença autoimune há quatro anos.

Schiavon teve complicações durante uma cirurgia no Hospital São Luiz, em Osasco, e não resistiu. Antes de voltar ao hospital, ele já havia passado um período de 18 meses internado.

“Luiz era, na sua figura pública, maestro, compositor, fundador e tecladista do RPM, mas acima de tudo isso, um bom filho, sobrinho, marido, pai e amigo”, diz a mensagem da família. A cerimônia de despedida será exclusiva para seu círculo íntimo.

Publicidade

“Esperamos que lembrem-se dele com a maestria e a energia da sua música, um legado que ele nos deixou de presente e que continuará vivo em nossos corações. Despeçam-se, ouvindo seus acordes, fazendo homenagens nas redes sociais, revistas e jornais, ou simplesmente lembrando dele com carinho, o mesmo carinho que ele sempre teve com todos aqueles que conviveram com ele”.

O perfil da banda no Instagram também publicou uma homenagem ao tecladista. “Luiz era, na sua figura pública, maestro, compositor, fundador e tecladista do RPM, mas acima de tudo isso, um bom filho, sobrinho, marido, pai e amigo”, diz o texto. “Esperamos que lembrem-se dele com a maestria e a energia da sua música, um legado que ele nos deixou de presente e que continuará vivo em nossos corações.”

Última música do RPM

No último dia 9, o RPM lançou o single Promessas. A formação mais recente da banda contava com Fernando Deluqui, guitarra e vocais, Dioy Pallone, baixo e backing vocais, Luiz Schiavon, teclados e Kiko Zara, bateria e backing vocais.

Publicidade

A canção, assinada por Deluqui e Schiavon é protesto dirigido a grande parte da classe política, meramente oportunista. Para aqueles que não param de aumentar o próprio salário, só pensam na próxima eleição em vez de trabalhar e não valorizam as pessoas que os colocaram em seus lugares, o povo.

Publicidade

COLUNAS

Advertisement

Posts relacionados

Gringolândia

O músico americano Wayne Kramer morreu nesta sexta-feira (3), aos 75 anos, devido a um câncer no pâncreas. A notícia de sua morte foi...

Agenda

Para comemorar os 64 anos do berço do rock nacional, a banda Capital Inicial prepara uma grande celebração: uma nova versão do evento que...

Gringolândia

Shane MacGowan, vocalista e compositor da banda The Pogues, morreu aos 65 anos. A informação foi divulgada pela família do músico nas redes sociais....

Publicidade

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Fika Projetos