O que você está procurando?

BR

Nobat lança single com Elza Soares e participação de BNegão

Me Deixa Sambar, novo single de Nobat, une três vivências repletas de identidade e potência. O cantor e compositor mineiro tem a companhia luxuosa de Elza Soares e BNegão neste novo trabalho, segundo capítulo de uma trilogia que atravessa vários Brasis de diferentes perspectivas, para então celebrar um dos principais gêneros musicais nacionais, o samba.

As gravações foram feitas em março de 2021, alguns meses antes da passagem de Elza, sendo um dos seus últimos registros fonográficos. Trata-se do segundo single do próximo disco do artista, MESTIÇO, previsto para junho.

Me Deixa Sambar vem acompanhada de um videoclipe que enaltece a beleza de Belo Horizonte, a força da dança e dedica uma delicada homenagem à Elza.

Continua depois da publicidade

A presença de um nome como de Elza Soares em um trabalho como este toca profundamente no imaginário popular brasileiro, por tudo que representou a vida e obra da Mulher do Fim do Mundo.

“Na noite em que ela gravou a canção, nós nos falamos por telefone e foi uma das experiências mais incríveis da minha vida. Ouvi-la dizer meu nome já foi uma das maiores emoções que vivi, mas mais fabuloso ainda foi poder ouvir seu olhar sobre a música, sobre nosso povo, nosso país”, relata Nobat, que destaca uma fala entre as que foram trocadas com Elza: “o Brasil sempre vence no final”.

“Não tenho muitos ídolos, mas Elza certamente era, é e permanecerá como uma das únicas da minha vida e carreira”, complementa.

Como um grito pela liberdade, a escolha por homenagear o samba passa pelo histórico do gênero sempre ligado às classes trabalhadoras, com visões politizadas e ainda assim, muitas vezes, esperançosas. Por conta de suas visões social e política, e de uma história que atravessa o samba em diversos momentos, BNegão foi essencial como uma das vozes da música.

Continua depois da publicidade

“Ele é um artista que pautou o pensamento e comportamento de uma geração, um cara que sempre elaborou muito bem sua visão sobre seu tempo e nosso povo. É para mim motivo de muito orgulho tê-lo nesse trabalho e foi fundamental sua participação nessa faixa”, conta o mineiro sobre a parceria com o carioca.

Dirigido por Natacha Vassou e Lucas Espeto, o videoclipe da faixa foi gravado na capital mineira em março deste ano. A performance da dançarina Raquel Cabeneco emite uma mensagem de protesto: “‘me deixa sambar’, como quem diz, ‘me deixa viver!’”, reflete Nobat sobre o registro audiovisual.

Carregado de emoção, o conjunto da obra exprime a grandeza de Elza e a falta que a mesma deixa.

“Senti muita emoção e acredito que foi ali, ao ouvir sua voz cantando enquanto rodamos o clipe, que me caiu a última ficha de que, ao mesmo tempo, realizei esse sonho incrível de trabalhar com uma das maiores cantoras da história da MPB, mas que também a perdemos.

Continua depois da publicidade

COLUNAS

Advertisement

Posts relacionados

BR

Rapper, cantor, compositor e força criativa polivalente, BNegão propõe um caldeirão de ritmos em Canto da Sereia, primeiro single de seu próximo álbum, Metamorfoses...

BR

Em comemoração ao Dia da Consciência Negra, chegou em todas as plataformas digitais uma das últimas músicas que Elza Soares, lenda da música brasileira falecida em...

BR

Dois dias antes de seu falecimento, aos 91 anos, Elza Soares, uma mulher negra que passou anos de sua vida enfrentando o preconceito e...

BR

O cantor e compositor Caio Prado vem chamando atenção desde que começou sua carreira, alguns anos atrás, mas depois que a cantora Elza Soares...

Publicidade

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Fika Projetos