O que você está procurando?

BR

Orquestra Frevo do Mundo lança EP com feats de Nando Reis e Bala Desejo

A ideia central da Orquestra Frevo do Mundo é propor uma abordagem pop e inovadora ao mais celebrado gênero da música popular pernambucana para que possa transcender fronteiras, alcançar outros públicos e seguir tocando além do período carnavalesco.

Os idealizadores do projeto, o músico e produtor Pupillo e o produtor artístico, Marcelo Soares, sempre tiveram a convicção de que essa meta só seria atingida se eles trouxessem a bordo artistas de diferentes cenas e estilos.

Essa história começou em 2007, ano em que era comemorado o centenário do frevo, com o lançamento de Frevo do Mundo através do selo recifense Candeeiro.

Continua depois da publicidade

O disco (o formato padrão na época era o CD, mas hoje o álbum está disponível nas plataformas digitais) trazia releituras de clássicos do gênero, como Fogão (Sérgio Lisboa), Recife (Frevo Nº1) (Antônio Maria) e O Dia Vem Raiando (Nelson Ferreira) interpretados por gente gabaritada como Edu Lobo, João Donato, Céu e Mundo Livre S/A.

O projeto hibernou por cerca de uma década e foi reativado na era do streaming sob a alcunha de Orquestra Frevo do Mundo. O primeiro volume foi lançado em 2020, também produzido por Pupillo e Marcelo Soares e com participações luxuosas de Caetano Veloso, Tulipa Ruiz e Duda Beat, entre outros, cantando hinos da magnitude de Bloco do Prazer (Moraes Moreira/ Fausto Nilo), Frevo Mulher (Zé Ramalho) e Linda Flor da Madrugada (Capiba).

E nesta quarta-feira (15) chegou aos principais aplicativos de música Orquestra Frevo do Mundo – Vol. 2. Com Pupillo vestindo novamente a braçadeira de capitão, o novo trabalho conta com as colaborações de Nando Reis, Martins e Bala Desejo.

Na hora de pesquisar repertório, Pupillo e Soares buscaram canções com características específicas e potencial para extrapolar o ambiente do Carnaval.

Continua depois da publicidade

A escolhida para apresentar o novo trabalho foi Energia, que foi lançada no formato single no último dia 3. A releitura da música escrita por Lula Queiroga conta com o pernambucano Martins no vocal.

Frequentemente apontado como um dos destaques da nova geração da música nacional, o cantor de timbre inconfundível entrega uma interpretação extremamente delicada.

“O frevo se renova pelo diálogo com outras estéticas musicais, é esse o caminho que o nosso projeto aponta. Demos uma roupagem mais moderna à música, com a voz suave do Martins e tudo mais, porém decidimos manter os metais tradicionais do frevo como uma forma de reverenciar a versão gravada pela Elba Ramalho nos anos 1980, que permanece viva na memória do povo até hoje”, comenta Marcelo Soares.

As outras duas faixas são Chão da Praça (Moraes Moreira/ Fausto Nilo), que conta com a participação da badalada banda carioca Bala Desejo, e Não Existe Pecado ao Sul do Equador (Chico Buarque/ Ruy Guerra), na voz do titã (sem trocadilho…) do universo pop brasileiro Nando Reis.

Continua depois da publicidade

“O volume 2 da Orquestra Frevo do Mundo segue a proposta de novas abordagens do ritmo pernambucano, no intuito de expandir suas fronteiras e colocar a cultura popular no radar das novas gerações”, comenta Pupillo.

Orquestra Frevo do Mundo – Vol. 2 é um lançamento da parceria entre os selos Muzak Muzik e Pupillo Música. O projeto foi viabilizado através do patrocínio da OEI (Organização de Estados Ibero-americanos) e seu presidente Raphael Callou.

Continua depois da publicidade

COLUNAS

Advertisement

Posts relacionados

BR

A banda Cogumelo Plutão, formada por Blanch (vocal), Fell Rios (bateria), Dan Adrian (guitarra) e Max (baixo), lançou o EP Voando Pelo Campo dos...

BR

A banda Foxes On The Run, de Mogi das Cruzes (SP), lançou o EP Preys of Fate. Gravado no Rio de Janeiro, o trabalho...

Publicidade

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Fika Projetos