Encontre no blog...



BR

Vitor Kley mergulha no emo dos anos 2000 em novo single

O músico gaúcho Vitor Kley estreou o single e vídeo de O Amor Machuca Demais. O clipe, que conta com referências de bandas nacionais e personagens ligados ao rock, celebra e marca um novo momento de sua carreira, que abordará temas dos quais Vitor nunca falou.

Resgatando o conceito do rock dos anos 2000, os arranjos mais pesados da nova faixa, composta pelo cantor, dão o tom do que está por vir.

“É uma parada que eu sempre quis fazer. A nossa caminhada foi evoluindo aos poucos e nos dando liberdade com o passar dos anos. Eu escuto rock desde moleque, guitarra distorcida, sempre pirei em ver show com mais pressão. O Amor Machuca Demais é o início dessa nova fase, e essa música já desencadeou outras nessa mesma pegada. Eu já me ferrei por amor, e sei que todo mundo já se ferrou por amor. A graça da vida tá aí, se desafiar, falar sobre coisas que nunca falamos. Não gosto de me rotular, eu gosto de experimentar, de viver e de fazer coisas diferentes. De olhar minhas obras e identificar as diferenças entre elas. Eu sou um cara que vibra muito por essas sonoridades”, afirma Vitor Kley, que atualmente está participando do Show dos Famosos no Domingão com Huck.

Continue lendo após a publicidade

No clipe, filmado dentro de uma sala de aula para mostrar que os professores são os maiores rockstar do país, Vitor reuniu alguns nomes da cena que o influenciaram musicalmente de alguma maneira, como Di Ferrero (NX Zero), Daniel Weksler (NX Zero), Lucas Silveira (Fresno) e Mari Moon — interpretando os professores —, além da banda Hotelo, Carol Biazin, Gabriel Elias, Elana Dara, Day Limns, Gabriel Gonti e Flav.

Conceitos do novo vídeo de Vitor Kley

Conceitos como vestuário e linguagem também dialogam com a cultura retrô no vídeo. Nas cenas, o personagem interpretado por Vitor Kley se vale de questões como excesso de timidez e liberdade.

“Fala sobre uma certa liberdade que a gente quer muito que as pessoas tenham, né? De se soltar e de fazer o que estão afim. Às vezes a pessoa é tímida mas quer se soltar, às vezes ela tem uma atitude guardada dentro dela. Muitas coisas podem ser decifradas nesse clipe. Eu tô muito feliz com o resultado”.

Vitor ainda revela uma curiosidade sobre a “nova era” e o que está por vir: “A produção começou dentro da minha casa, com a experiência que eu vou pegando dentro do estudio, com o Rick Bonadio, que é meu produtor. Esses próximos trabalhos, todos, eu começei em casa, é um momento muito especial pra mim. Fico muito contente de ter ganho essa confiança. Quero que as pessoas escutem o som e falem que ele trouxe uma lembrança de tal época. Quem sabe isso volte, né?”.

Continue lendo após a publicidade

PUBLICIDADE

CATEGORIAS

PUBLICIDADE

Posts relacionados

BR

A banda paulistana Terno Rei lançou, nesta terça-feira (18), Dias da Juventude, canção que abre seu quarto álbum de estúdio e que sucede o...

BR

Os hiperprodutivos do Benjamim Saga não param! O projeto de Dejair Benjamim (Tchandala) lançou o documentário e making of do single Mar e Pólvora....

Gringolândia

Uma das revelações da música em 2021, Oliver Tree anunciou seu aguardado novo álbum, Cowboy Tears, via Atlantic Records. Abarcando um som country, vibrante,...

Gringolândia

Após o lançamento dos singles Spirit, Power & Soul, Sensory Street e Tenement Time no final de 2021, Johnny Marr dividiu com os fãs,...