O que você está procurando?

Entrevistas

Entrevista | Braza – “Não tinha como fugir dos ritmos africanos e os seus desdobramentos”

A banda carioca Braza está de volta a Santos. O grupo se apresenta nesta sexta-feira (14), a partir das 22h, na Arena Club (Avenida Senador Pinheiro Machado, 33). O foco da apresentação será o penúltimo EP, Liquidificador, lançado no ano passado. O split com os amigos da Francisco, El Hombre, Francisca, La Braza, divulgado no fim do ano, também estará presente no set.

“A maioria das faixas do Liquidificador será tocada. Também vamos apresentar a canção que fizemos em parceria com os amigos da Francisco, El Hombre (Batida do Amor). Será uma noite especial. Não temos como tocar tudo dos outros discos, mas vamos levar boa parte delas”, comenta o baterista da Braza, Nícolas Christ, que conversou com o Blog n’ Roll via WhatsApp.

O EP Francisca, La Braza traz duas mensagens de voz, uma canção do repertório da Francisco, El Hombre recriada pela Braza e uma da banda carioca reimaginada pelos irmãos mexicanos radicados no Brasil.

Ecletismo da Braza

Formada pelos ex-integrantes da ForFun, a Braza carrega uma sonoridade bem eclética. Não se prende a nada. Em Liquidificador, por exemplo, explora gêneros como dub, RAP, kuduro, afrobeat e afoxé.

“Desde o início, tínhamos bem claro o resgate das nossas raízes. Não tinha como fugir dos ritmos africanos e os seus desdobramentos. O pilar seria o RAP, o outro reggae e o terceiro a música brasileira. Mas os três saem do mesmo lugar: a música africana. Então, escutamos muitas músicas desses gêneros para produzir o Liquidificador”.

Aliás, esse trabalho foi o primeiro da banda com a produção de alguém fora do quarteto. O escolhido foi Alexandre Kassin, que possui trabalhos com Los Hermanos, Caetano Veloso, Vanessa da Matta, Erasmo Carlos, entre outros.

“Tivemos essa honra. O Kassin é muito experiente, trabalhou com muita gente de peso. Além da sua capacidade profissional, ele é um cara que sabe conduzir um grupo na hora de produzir um álbum. Ele trouxe timbres novos, ideias bacanas, amarrou bem o EP”, diz o baterista.

Os ingressos para o show da Braza estão à venda e custam R$ 40,00. Para comprar, acesse o site EventBrite. Posteriormente, é possível comprar na porta da casa.

Continua depois da publicidade

COLUNAS

Advertisement

Posts relacionados

Agenda

Rodrigo Santos (Barão Vermelho), Andy Summer (The Police) e João Barone (Paralamas do Sucesso) se reúnem em São Paulo, no dia 3 de agosto,...

Publicidade

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Fika Projetos