Nossas redes

O que você está procurando ?

Mundo Extremo - Cláudio Azevedo

Crítica | Existence is Futile – Cradle of Filth

Com certeza ainda estão vivos na mente dos bangers os incríveis anos 1990, em que o black metal explodiu no mundo todo (inclusive no Brasil) com nomes como Burzum, Mayhem, Dimmu Borgir e tantos outros. Inicialmente atrelado a crimes na Noruega, o estilo logo provou que tinha vindo para ficar, pois suas qualidades musicais falavam por si só. Entre tantos grupos, um dos mais espetaculares era o Cradle of Filth, vindo da velha Inglaterra.

Clássicos como Dusk in her Embrace (1996) e Cruelty And The Beast (1998) são marcos na história da música extrema, dada sua originalidade e eficácia. Sem nunca ter deixado a desejar em termos musicais, os ingleses seguiram sua carreira, lançaram outros clássicos e chegam em 2021 com seu décimo terceiro trabalho de estúdio, Existence is Futile. Seguindo outra tradição do Cradle, a capa é simplesmente de tirar o fôlego de tão bonita, com certeza entre as mais belas do ano corrente.

Aliás, mais uma vez um trabalho do Cradle é embalado em um conceito de gelar a espinha. Dessa vez, a história gira em torno do existencialismo e o medo do desconhecido. Se todos sabemos que iremos morrer, podemos saciar a vida enquanto existimos, segundo Aleister Crowley. Ouvindo o álbum várias vezes, o ouvinte vai associando esse tema com a parte musical, formando um pacote realmente atrativo.

Publicidade

Black metal vulcânico do Cradle of Filth

E sobre a parte musical? Só ouvindo para crer. Estreando na formação Anabelle Iratni, que encaixa sua voz operística em diversos momentos do álbum, temos em Existence is Futile um black metal vulcânico, veloz, pesado e enriquecido com podersosos arranjos orquestrais e os vocais pra lá de agressivos do eterno Dani Filth, a mente criativa por trás dessa loucura toda.

Superando seus dois antecessores em termos de peso, Existence arranca a cabeça e a alma do pobre ouvinte em sons mortais como Existencial Terror, Crawling Into Chaos, The Dying of The Members, Suffer Our Dominion e Here Comes a Candle (Infernal Lullaby), que são números que já entram na galeria de clássicos do black metal.

Imperdível aos fãs e aos novatos que têm interesse em adentrar o macabro mundo do Cradle of Filth. A oportunidade é agora.

Existence is Futile
Ano de Lançamento
: 2021
Gravadora: Nuclear Blast
Gênero: Black Metal Sinfônico

Faixas:
1-The Fate of The World on Our Shoulders
2-Existencial Terror
3-Necromantic Fantasies
4-Crawling Into Chaos
5-Here Comes a Candle (Infernal Lullaby)
6-Black Smoke Curling From The Lips of War
7-Discourse Between A Man And His Soul
8-The Dying of The Embers
9-Ashen Mortality
10-How Many Tears to Nurture a Rose?
11-Suffer Our Dominion
12-Us,Dark,Invincible
13-Sisters of The Mist
14-Unleash The Million

Publicidade

COLUNAS

Advertisement

Posts relacionados

Mundo Extremo - Cláudio Azevedo

Os gregos do Septicflesh podem ser considerados uma das mais bandas originais do cenário extremo. Sua precisa mistura de death com partes atmosféricas e...

Mundo Extremo - Cláudio Azevedo

Os americanos do Misery Index podem não ser tão populares aqui no Brasil, mas é uma das melhores bandas podronas do mundo atualmente. Exagero?...

Brasil Extremo - Cláudio Azevedo

Quem acompanhou o cenário nacional no final dos anos 1980 e início dos 1990, com certeza lembra dos mineiros do The Mist, banda liderada...

Mundo Extremo - Cláudio Azevedo

Desde o início de sua jornada, com o magistral EP Sentence of Death (1984), Schmier e sua turma jamais decepcionaram seus fãs. Tá certo...

Publicidade

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Fika Projetos