O que você está procurando?

Ouvi no Filme - Lupa Charleaux

Os 50 anos de Yellow Submarino

No dia 17 de julho de 1968, chegou aos cinemas britânicos Yellow Submarine, a icônica animação musical de fantasia inspirada na obra dos Beatles. Dirigida por George Dunning, a produção acaba de completar 50 anos e nada mais justo que comentar sobre as incríveis canções que fazem parte do desenho com traços psicodélicos.

Na cidade submarina de Pepperland, todos os seus moradores são apaixonados por música. A Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band é responsável por manter a ordem no local. Até que um dia, ela é atacada de surpresa pelos Blue Meanies, um grupo de seres azuis que tem aversão a música.

Continua depois da publicidade

Durante a tomada de Pepperland, os defensores da cidade ficam presos em uma bolha. O que a deixou vulnerável. A única solução foi enviar o marinheiro Old Fred para buscar ajuda abordo do Submarino Amarelo. Na busca por novos “soldados” para substituir os membros da banda protetora e derrotar os Blue Meanies, ele encontra quatro garotos de Liverpool.

Nós vivemos no Submarino Amarelo…

A produção de Yellow Submarine conta com diversas histórias de bastidores que apenas os Beatlesmaniacos conhecem. Por exemplo, a animação foi uma forma da banda cumprir o contrato para três filmes com a produtora United Artists, já que os integrantes não gostaram do desempenho de Help! (1965).

Talvez por isso, mesmo sendo os protagonistas, nenhum dos quatro músicos deram as vozes para os respectivos personagens. Eles apenas aparecem em um breve trecho em live-action, gravado antes da viagem dos Beatles para Índia em janeiro de 1968. Mas nada disso tira o brilho da obra.

Continua depois da publicidade

O roteiro original foi escrito por Lee Minoff ao se inspirar na canção que dá título ao filme. Desta maneira, ele conseguiu construir uma história na qual outras músicas do grupo completassem a narrativa. Enquanto, os diretores de animação Robert Blaser e Jack Stokes tiveram a missão de acrescentar milhares de referências visuais da discografia do quarteto. E isso fica claro no clipe de Yellow Submarine.

De onde elas todas vêm?

Entre as muitas cenas memoráveis de Yellow Submarine tem como fundo a clássica Eleanor Rigby. Enquanto o Submarino Amarelo se aproxima de Liverpool, a animação apresenta colagens com cenários de prédios e pessoas reais. As imagens são “cruas”, duras e cinzentas com formas bem definidas. A intenção, é contrastar o mundo real com a fantasia de Pepperland.

Quando alguém destoa deste conceito, como foi o caso de Ringo que andava pelas ruas da cidade, isso chama atenção de Old Fred. E assim, ele convida o baterista e seus amigos a embarcar no Submarino Amarelo.

Continua depois da publicidade

Esperamos que gostem do show

Muitas cenas musicais ficaram eternizadas na mente dos fãs por conta da animação. All Together Now e Lucy in the Sky with Diamonds são algumas delas, principalmente pela carga psicodélica da animação. Os animadores souberam ilustrar bem as ideias das letras escritas por Lennon-McCartney.

Mas é claro que a apresentação da Sgt Pepper’s Lonely Hearts Club Band merece um destaque especial por ser um dos momentos chaves de Yellow Submarine. O início da derrota dos Blue Meanies e a banda voltando a ativa graças a Paul, John, George e Ringo é um momento importante para a história de Pepperland.

https://vimeo.com/267722852

Continua depois da publicidade

Tudo que você precisa é de amor

Assim como Pepperland, hoje também passamos por momentos bem difíceis no mundo real. Mas nunca é demais lembrar que… All You Need Is Love. Outra cena da animação que ficou marcada é a banda derrotando os líder dos Blue Meanies ao cantar uma das suas canções mais famosas.

Fazendo inveja a muitos lyric videos atuais, a sequência utiliza as palavras que fazem parte da letra como “armas” contra o exército inimigo. Além de devolver as cores para a cidade e resgatar os integrantes originais da Sgt. Pepper’s Lonely Heart Club Band.

https://vimeo.com/267720148

Um tipo de felicidade é medida em distância

Yellow Submarine utiliza diversas faixas completas ou trechos de canções dos Beatles para desenvolver a história. Na época, a animação apresentou ao público quatro faixas inéditas: All Together Now, It’s All Too Much, Only Northern Song e Hey Bulldog. E o motivo delas apenas aparecerem na trilha sonora do filme é que “não possuíam qualidade suficiente para estar em um disco da banda”.

Continua depois da publicidade

Hey Bulldog tem uma curiosidade em especial. Apesar de estar na versão exibida nos cinemas britânicos, ela não aparece no corte final que foi apresentado nas salas americanas. E por conta disso, nem na trilha sonora lançada junto com o filme em 1968. Ela só foi adicionada novamente no relançamento que aconteceu para home video em 1999.

https://vimeo.com/267898685

A participação do quinto Beatle

Entre um clássico e outro dos Beatles, Yellow Submarine conta com diversas canções instrumentais que foram compostas exclusivamente para a animação. Esses belos arranjos foram compostos por ninguém menos do George Martin. O produtor era considerado o quinto Beatle por sua enorme contribuição nos bastidores da discografia da banda.

E no filme, isso não foi diferente. Os temas são seguem a magia psicodélica dos desenhos e se encaixam perfeitamente com as faixas originais da banda. Uma das mais memoráveis é Pepperland. Abaixo você confere uma boa parte do trabalho que aparece no longa.

Continua depois da publicidade

Yellow Submarine não é apenas uma animação dos Beatles. Ele foi uma produção bem importante para a valorização das animações como arte, e não apenas um simples entretenimento infantil. Uma obra como essa merece ser relembrada ao completar 50 anos.

Mas caso não seja possível assistir ao filme, então dedique um tempo para escutar essa belíssima trilha sonora dos Beatles.

Continua depois da publicidade

 

COLUNAS

Advertisement

Posts relacionados

BR

Existem faixas na cultura pop que parecem um objeto sagrado, que se tornam parte da história de modo tão forte que não se toca,...

Publicidade

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Fika Projetos