O que você está procurando?

Pop Punk Academy - Lupa Charleaux

Pop Punk Academy # 3 – Review: Descendents – Hypercaffium Spazzinate

LUPA CHARLEAUX

Passaram-se 12 anos desde o lançamento de Cool to be You. E o que podemos esperar de um disco de punk rock gravado por senhores com mais de 50 anos? Um trabalho realizado por quatro homens com idade para serem os pais de boa parte da sua base de fãs. Bom, com tantos anos de experiência, o Descendents só poderia lançar um álbum bem escrito e executado como Hypercaffium Spazzinate.

Continua depois da publicidade

Foram muitos anos de expectativas e promessas, até que o quarteto californiano liberou o streaming do material inédito uma semana antes do seu lançamento oficial. Com 16 faixas, o disco chegará às lojas gringas no dia 29 de julho pela Epitaph Records.

Ao ouvir Hypercaffium Spazzinate não tem como negar que ele é um disco do Descendents. Todas as fórmulas que eles usaram nos discos anteriores estão de volta. Eles não quiseram reinventar a roda, apenas trazer de volta o estilo que conquistou tantos admiradores. O punk rock simples com letras refletindo a vida deles e do mundo ao redor.

É uma receita usada por Milo Aukerman (vocal) e Bill Stevenson (bateria) desde os anos 80. No passado, era uma visão mais juvenil. Hoje, eles conseguem falar como pessoas mais maduras. E ainda assim, rir de si mesmos e expor as ideias mais reais sobre os acontecimentos que fazem parte do dia-a-dia das pessoas.

Feel This e Victim Of Me apresentam reflexões mais agressivas sobre a vida; como lidar com as doenças e as frustrações que nos cercam. Se nos trabalhos anteriores, eles mostravam o lado menos glamoroso dos relacionamentos com Hope e Here With Me; neste álbum é Without Love que cumpre essa função.

Continua depois da publicidade

Smile e Comeback Kid são as composições em que as letras estabelecem uma conversa com uma pessoa em especial. Os fãs se lembraram de músicas que usam a mesma estrutura em outros álbuns. Por exemplo, Nothing With You.

O jeito juvenil e divertido de criar melodias é representado por No Fat Burger. Curta e engraçada, ela remete ao passado da banda e brinca com a realidade atual dos integrantes. Hoje, alguns dos membros estão proibidos de comer gordura, bem diferente do que eles exaltavam na letra do antigo single I Like Food.

Hypercaffium Spazzinate termina de forma brilhante com Beyond The Music. Nela, o Descendents relembra os quase 40 anos de banda, mesmo com todas as pausas. Destaca a inocência de uma banda iniciante e como a história deles foi construída como uma família. Um relacionamento que vai além da música.

Continua depois da publicidade

O instrumental desse trabalho é uma aula para as bandas novas. Tudo bem executado com linhas criativas. Spineless and Scarlat Red é um ótimo exemplo disso. Surpreendente ver que Stephen Egerton (Guitarra), Karl Alvarez (Baixo) e Stevenson ainda mostram a mesma energia da época do ALL e os outros materiais do Descendents após os anos 90.

O Descendents só precisou de 30 minutos e 16 músicas para reforçar o porquê que é uma das bandas mais respeitadas do punk rock, influenciadora do pop punk e hardcore melódico. Hypercaffium Spazzinate entrega o que todos os fãs estavam aguardando. Apesar de muito mais velhos agora, eles ainda mantêm aquele espirito adolescente de fazer música como ouvimos em Milos Goes to College (1982). E isso é ótimo.

Continua depois da publicidade
1 Comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

COLUNAS

Advertisement

Posts relacionados

Publicidade

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Fika Projetos