Nossas redes

O que você está procurando ?

Resenha de Shows

Resenha: Uma noite memorável no Allianz Parque com Deep Purple, Cheap Trick e Tesla

Fotos: MRossi/Divulgação

Uma despedida e tanto. Se confirmada a intenção de deixar os palcos, o Deep Purple recebeu uma digna homenagem daquelas que os clubes de futebol costumam fazer para os seus maiores ídolos, quando os mesmos penduram as chuteiras. Explica-se: em sua décima segunda turnê pelo Brasil, o Deep Purple se apresentou apenas pela segunda vez em um estádio de São Paulo. A primeira foi em setembro de 2003, quando tocou com Sepultura e Hellacopters no Pacaembu.

Publicidade

Na última quarta-feira, no melhor e mais moderno estádio da Capital, o Allianz Parque, o Deep Purple encabeçou o Solid Rock com as bandas Cheap Trick e Tesla, ambas estreantes no Brasil, mas com grande apelo nos Estados Unidos.

Mas se a organização do festival teve esse cuidado em preparar uma grande festa para uma das maiores bandas de rock da história, o público não correspondeu da mesma forma. Apenas um terço da arena estava ocupada. Azar de quem não conferiu o evento de perto.

Extremamente pontual com os horários das três atrações, o Solid Rock ousou na hora de trazer duas bandas inéditas no Brasil e conceder um palco digno para os ingleses do Deep Purple.

O ponto negativo ficou para uma pequena parte do público que se mostrou desinteressada com as duas primeiras bandas, ignorando as apresentações e até reclamando da demora do Cheap Trick para encerrar sua parte. Lamentável!

Publicidade

Uma imagem na apresentação da Tesla ilustra bem como o estádio estava ainda mais vazio, no final da tarde. O carismático guitarrista da Tesla, Frank Hannon, jogou sua palheta para o público e, depois dela percorrer um logo caminho pelo chão, parou em um espaço sem ninguém. Mesmo com algumas pessoas avistando o item, nenhuma delas fez o menor esforço para recolher. Moral da história: parou no meu bolso, sem o menor trabalho ou empurrões.

A Tesla, por sinal, teve um set bem curto, com apenas sete canções. Mas nada que incomodasse público, ainda chegando ao estádio, ou os próprios integrantes. O vocalista Jeff Keith e o guitarrista Frank Hannon se divertiram ao máximo no palco. Era nítido nas expressões dos dois que o papel deles estava sendo cumprido.

E cientes do pouco tempo que teriam disponível, os músicos acharam uma forma de destacar um de seus principais trabalhos, o disco The Great Radio Controversy, de 1989. Foi desse álbum que veio quase 50% do repertório: Love Song, Hang Tough e The Way It Is.

Para quem acompanhou a safra de bandas de hard rock do fim dos anos 1980 e início da década de 1990 ou mesmo procurou ir além do Bon Jovi, Guns n’ Roses, Poison e afins, certamente chegou ao Tesla, que emplacou esses três sons com frequência na programação da MTV.

Publicidade

Para o azar da Tesla, entretanto, o público no Allianz era uma mescla de pessoas com mais de 50 anos ou abaixo dos 35. Ou seja, mesmo os hits passaram quase batidos. No fim, ninguém saiu chateado. Ficou de bom tamanho para todos.

[huge_it_portfolio id=”6″]

Cheap Trick
É engraçado para não dizer triste que o Cheap Trick tenha se apresentado para o público molengo do Deep Purple, no Allianz Parque. Pela primeira vez no Brasil, a integrante do Rock and Roll Hall of Fame teve um apoio muito discreto do público.

E olha que eles fizeram de tudo para conquistar os fãs do Deep Purple. Chegaram até a ser didáticos na hora de apresentar as canções, como em In the Street, regravação do som do Big Star que virou tema da série That 70s Show (que revelou atores como Ashton Kutcher, Mila Kunis e Topher Grace). Mas nem isso aproximou grande parte do público da pista premium.

Publicidade

Com sua formação praticamente original, a única exceção é o baterista Bun. E Carlos, substituído por Daxx Nielsen, o Cheap Trick fez exatamente o que o sistema de som anunciou antes da apresentação, de forma clara e direta: “Com vocês a banda mais f#$* ao vivo”.

O guitarrista Rick Nielsen, com várias guitarras personalizadas, provavelmente, mandou uma centena ou quase isso de palhetas para o público, além de dois vinis da banda.

E sabendo dosar as canções mais animadas com as baladas, a banda fez um show impecável para os poucos fãs que os aguardavam desde os anos 1970. Se If You Want My Love, Ghost Town, The Flame e I Want You To Want Me deixaram o espaço mais romântico, Long Time Coming e Dream Police colocaram o público para dançar.

E o clima nos bastidores devia estar tão descontraído que o guitarrista da Tesla, Frank Hannon, subiu ao palco para fazer o backing vocal e um air guitar na ótima She’s Tight.

Publicidade

Se a apresentação fica quase toda concentrada no desempenho do vocalista Robin Zander e de Nielsen, o baixista Tom Petersson também teve seu momento de destaque, quando assumiu o vocal para cantar I’m Waiting for the Man, do The Velvet Underground.

No fim do show, o Cheap Trick ainda apresentou um dos seus maiores sucessos, Surrender, além de uma canção natalina, Run Rudolph Run, presente em seu último disco, Christmas Christmas, lançado em novembro. Goodnight Now deu números finais ao show memorável dos norte-americanos.

[huge_it_portfolio id=”7″]

Deep Purple
Mas não tinha jeito, o público queria saber mesmo era do Deep Purple. E esses senhores britânicos, com idade média superior a 70 anos, soube brindar os fãs da melhor forma possível.

Publicidade

Machine Head, de 1972, o maior sucesso comercial da banda, foi a base da set list, com cinco das sete canções do disco presentes no repertório. Com direito a Highway Star abrindo o show e Smoke on the Water na reta final.

Em cima do palco, o que se viu não foi uma caricatura da banda, algo muito comum de ver em outros nomes do rock. Do quinteto que gravou Machine Head, três estavam no stage: o baterista Ian Paice, o baixista Roger Glover e o vocalista Ian Gillan.

Dos três, Gillan é o único que compromete um pouco na hora de soltar alguns gritos, mas nada que tire o mérito de um senhor de 72 anos com uma voz tão marcante. Paice e Glover, ao menos no palco, não demonstraram sinais de cansaço e pareciam estar bem pilhados e dispostos a continuar.

Don Airey, tecladista que assumiu o posto de Jon Lord, mostrou muita técnica e foi o responsável por garantir que os seus amigos descansassem um pouco. Na hora do intervalo dos demais integrantes, ele simplesmente gastou o teclado com solos extremamente habilidosos.

Publicidade

O baixo público não deixou ninguém desanimado. Os fãs saíram satisfeitos, os músicos também. Gillan, que não quis prometer nenhum retorno ou continuidade das atividades, se mostrou emocionado com a receptividade depois de tantas vindas para cá. Uma noite memorável para os roqueiros.

[huge_it_portfolio id=”8″]

Confira abaixo os set lists dos três shows

TESLA
Edison’s Medicine
The Way It Is
Hang Tough
Signs (Five Man Electrical Band cover)
Love Song
Little Suzie
Modern Day Cowboy

Publicidade

CHEAP TRICK
Hello There
Come On, Come On
Lookout
Big Eyes
She’s Tight
Ain’t That a Shame (Fats Domino cover)
Clock Strikes Ten
When I Wake Up Tomorrow
Long Time Coming
Baby Loves to Rock
In the Street (Big Star cover)
Stop This Game
I’m Waiting for the Man (The Velvet Underground cover)
The Flame
I Want You To Want Me
Dream Police
Run Rudolph Run
Surrender
Goodnight Now

DEEP PURPLE
Highway Star
Pictures of Home
Bloodsucker
Strange Kind of Woman
Uncommon Man
Lazy
Birds of Prey
Knocking at Your Back Door
Keyboard Solo
Perfect Strangers
Space Truckin’
Smoke on the Water

BIS:
Hush (Joe South cover)
Black Night

Publicidade

COLUNAS

Advertisement

Posts relacionados

Especiais

Quando foi anunciada há dois anos, a Hella Mega Tour deixou o público enlouquecido. Três superbandas juntas em um giro mundial: Green Day, Weezer...

Especiais

Um dia antes, o Twenty One Pilots havia vencido o prêmio de melhor performance ao vivo do Kerrang Awards, prêmio da tradicional revista britânica....

Especiais

O Ronnie’s Scott, no Soho, em Londres, por si só já vale uma visita. É como visitar um estádio de futebol lendário sem jogo....

Especiais

O Kenwood House, no norte de Londres, promove anualmente uma série de shows em seu gramado, entre junho e agosto. A trinca curiosa Confidence...

Publicidade

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Fika Projetos