Encontre no blog...



TV e Cinema

Cinebiografia de Aretha Franklin brilha e emociona; Confira

Cinebiografia de Aretha Franklin brilha e emociona com Jennifer Hudson - Blog n' Roll

Primeiramente, podem passar vários anos: Aretha Franklin sempre será a Rainha do Soul. A cantora nos deixou em 2018, após uma longa batalha contra um câncer. Diante de uma vida cheia de clássicos, brigas e luta pelos direitos das mulheres e afro-americanos, desta vez sua vida chega nas telas com Respect: A Vida de Aretha Franklin.

Com um elenco de peso contando com Jennifer Hudson no papel de Aretha, Forest Whitaker interpretando o pai da cantora, C.L. Franklin e Marlon Wayans como seu primeiro marido, Ted White, o longa promete te fazer matar saudades e poder entender melhor a sua história.

Assim, como tema a turbulenta Estados Unidos da América de 1960, o filme mostra um novo panorama sobre a ascensão da carreira de Aretha Franklin. Deste modo, retratando desde sua infância, a morte de sua mãe, a gravidez precoce e sua educação musical no coro da igreja de seu pai, o filme não é algo muito colorido, comparado com as últimas cinebiografias de artistas lançadas até o momento.

Continue lendo após a publicidade

Além de tudo, o filme foca no seu casamento conturbado com Ted White, que também era seu empresário e seu vício em álcool no início da década de 1970 e a relação da cantora com Martin Luther King Jr (1929 – 1968) e a cantora Dinah Washigton, interpretada por Mary J. Blige.

Além disso, a trajetória de Aretha Franklin acabou lhe rendendo em vida 43 álbuns, sendo 6 deles ao vivo. Entre seus maiores sucessos, Respect, I Say A Little Prayer, Think e You Make Me Feel (Natural Woman). Além disso, foi a primeira mulher a entrar no Hall da Fama do Rock and Roll.

Aretha Franklin e Amazing Grace

Aliás, é notável o papel fundamental da música em certas cenas. Assim como Respect, canção escrita primeiramente pela lenda Otis Redding (1941 – 1967), foi lançada como um grito à favor dos movimentos pelos direitos das mulheres, o filme lhe dá um sentido, como se fosse uma salvação.

Deste modo, logo nos últimos minutos do filme, Jennifer Hudson surpreende ao interpretar Amazing Grace. O fato ocorreu em 1972, na Igreja Batista Missionária do Novo Templo, em Los Angeles, que acabou sendo gravada no álbum do mesmo ano e de mesmo nome.

Continue lendo após a publicidade

ACOMPANHE

FacebookTwitterInstagramSpotifySpotify
PUBLICIDADE

CATEGORIAS

PUBLICIDADE

Posts relacionados

Gringolândia

Paramount +, serviço premium de streaming da ViacomCBS, anunciou que o tão aguardado filme do concerto Oasis Knebworth 1996 chegará à plataforma logo após...

TV e Cinema

Com um trio de peso na linha de frente, o filme Alerta Vermelho, da Netflix, teve seu trailer revelado nesta quinta-feira (2). A produção...

TV e Cinema

O filme-catástrofe Moonfall, estrelado por Halle Berry (X-Men), Patrick Wilson (Invocação do Mal), John Bradley (Game of Thrones) e grande elenco, acaba de ganhar...

TV e Cinema

O drama épico No Limite do Mundo (Edge of the World), inspirado na história verídica do aventureiro britânico Sir James Brooke – que esteve...