O que você está procurando?

Crédito: Dayanna Andrade

BR

Clara Castro desperta a chegada do novo disco com “Hora de Acordar”

Foi no auge da pandemia, momento suspenso que atravessou a vida de todos, que Clara Castro compôs a letra de Hora de Acordar. A partir de um olhar à paisagem vazia, a cantora mineira delineou a canção, com a melodia de Tata Rocha. Agora, quatro anos depois, a artista apresenta uma nova versão da faixa, como primeiro single de seu terceiro disco de estúdio – previsto para o segundo semestre.

Hora de Acordar une sons orgânicos e da banda com programações e sons sampleados, entre a MPB, indie rock e um pop alternativo. O single, que marca a mudança de Clara de Juiz de Fora para São Paulo, reunindo uma série de perspectivas sobre a metrópole, se desdobra ainda em um registro audiovisual, disponível no canal de YouTube da cantora.

“Hora de acordar pra ver que o mundo é muito mais e tudo que pensamos ser melhor, não passa de rasa superfície”, clama Clara no refrão da canção. Com um ar nostálgico, a voz da artista é acompanhada dos sons de um carrossel sampleado logo no início da canção, preparando o ouvinte para um segundo momento com novas programações e samples – e o corpo da banda composta por baixo, bateria e guitarra –, criando uma sonoridade mais aberta e singular.

Continua depois da publicidade

Como um cinema do cotidiano, o visualizer dirigido por Anas Obaid propõe um olhar documental para cenas do dia a dia que normalmente passam despercebidas.

“Como um paralelo à criação da composição, para o registro audiovisual usamos de tela o portão da garagem e ficamos observando a cidade em takes de 20 a 30 minutos, enquanto ouvíamos a música. Por aquele período, fomos espectadores da vida real e estar nesse lugar de observação nos trouxe diversas reações”, lembra Clara, que completa: “O cotidiano em sua banalidade oferece cenas extraordinárias, e documentar tudo isso dá centralidade para elementos e lugares comuns da cidade”.

O single abre o próximo disco da artista, intitulado Perambule, e marca os encontros e percepções desde sua chegada a São Paulo.

“A metrópole se tornou personagem e paisagem, tudo ao mesmo tempo, e os arranjos buscam transportar os ouvintes para as sobreposições sonoras vindas dessa relação com a cidade”, explica Clara Castro. O seu novo disco chega em agosto.

Continua depois da publicidade

COLUNAS

Advertisement

Posts relacionados

Gringolândia

Yungblud lançou Breakdown, uma música centrada na saúde mental que aborda de forma sincera o que significa lutar e as diferentes maneiras pelas quais...

BR

Uma nova música do novo álbum Milton & Esperanza, um projeto colaborativo de Milton Nascimento e Esperanza Spalding, foi revelada na sexta-feira (21). Um...

BR

Com guitarras ardentes e uma letra confessional e urgente, a banda Adorável Clichê lançou o seu segundo single, amarga. Após a faixa de estreia,...

BR

Na reta final de lançamento de singles, o cantor e compositor Apeles se prepara para lançar o seu segundo disco, previsto para julho pela...

Publicidade

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Fika Projetos