Encontre no blog...



BR

Com “Mantra”, Personas cicatriza o desgaste e renasce com musicalidade sutil

Personas: Mantra

Todo ciclo tem início, meio e fim. Em um relacionamento, isso acontece quando o desgaste e as incertezas ficam à frente de tudo. Nesse momento, é preciso respirar fundo para seguir em frente. Com “Mantra”, a banda Personas emite essa perspectiva enquanto ultrapassa as margens do shoegaze e do rock alternativo.

Isso ocorre à medida que a banda referencia uma musicalidade mais sutil, com teclados inspirados em bandas como Two Door Cinema Club e Bombay Bicycle Club. 

No entanto, Mantra mantém a essência melancólica e distorcida construída pela Personas ao decorrer do álbum Nunca Foi Para Dar Certo (2019) e do EP Das Luzes Que Se Fundem com a Manhã (2021). 

Continue lendo após a publicidade

A faixa ainda representa uma nova fase para o grupo. Com a adição do tecladista Danilo Fernandes, a Personas agora é um quinteto, sendo ainda integrado por João Capecce (guitarra e voz), Pablo Hanzo (guitarra), Rodrigo Cerqueira (voz e baixo) e Fernando Cerqueira (bateria). 

Apesar da formação, Rodrigo e João trocam de instrumento na gravação de estúdio de Mantra. Assim, Rodrigo canta e toca guitarra enquanto João assina as linhas de baixo.

Segundo Rodrigo, que também assina a composição de Mantra, a letra retrata a insatisfação que culmina no término de um relacionamento. 

“O fim de algo nos leva a um ambiente desconhecido – o que pode ser assustador. Por um tempo, me recordei do quão vazio me sentia para conseguir seguir em frente. Esse ‘Mantra’ me ajudou muito”, explicou.

Continue lendo após a publicidade

O guitarrista e vocalista João Capecce frisa que a canção é a ponta do iceberg em relação aos rumos que a Personas deve tomar ao decorrer de 2022. 

Mantra é uma canção fora da curva, levando em consideração o restante da nossa discografia. Por isso, quem estiver nos conhecendo a partir dela, deve esperar mais lançamentos voltados para o dream pop com nuances de um rock alternativo mais dançante”.

Vale pontuar que a faixa foi gravada no Estúdio Wasabi, em São José dos Campos. A produção ficou a cargo de Diego Xavier, principalmente conhecido como guitarrista do projeto Bike, voltado para a música psicodélica.  Já a masterização foi realizada por Cássio Zambotto. 

O single Mantra conta uma obra de Carolina Pereira em sua arte de capa. A faixa chega nas plataformas de streaming através do selo Bangue Records.

Continue lendo após a publicidade

PUBLICIDADE

CATEGORIAS

PUBLICIDADE

Posts relacionados

BR

“Aprender, sobreviver e seguir em frente”.  Nada definiria melhor o EP de estreia da banda All Is Allowed: “Into the Storm”. O lançamento conta...

BR

Pixies e Jorge Ben pouco tem a ver em termos de sonoridade. Mas e se houvesse uma mistura perfeita entre o rock alternativo recheado...

BR

“A vida é tão imprevisível quanto o que existe nas profundezas do mar”. Esse é o tema do novo single do Superclima82: Litorâneo. A...

BR

Os sentimentos são complexos e controversos. E essa ambiguidade é o tema do novo single da The Zasters, intitulado Bittersweet. A faixa tem participação...