Encontre no blog...



Mundo Extremo - Cláudio Azevedo

Crítica | Imperial Congregation – Blood Red Throne

Se a banda toca metal extremo e vem da Noruega, é quase garantia de jogo ganho. Afinal, qualquer um que acompanha minimamente a cena mundial tem ciência de que o país é uma verdadeira usina atômica de bandas podreiras, que vão do thrash ao black metal. E claro que o death metal também dá as caras por lá, sendo o Blood Red Throne o maior nome do país.

Formado em 1998, em Agder, os cinco maníacos já lançaram álbuns que já destruíram tímpanos alheios, como Affiliated With The Suffering, Brutalitarian Regime, Fit to Kill e, agora em 2021, Imperial Congregation vem para se juntar ao poderoso arsenal do grupo.

A primeira coisa que chama a atenção é a belíssima arte da capa, desenhada pelo fenomenal brasileiro Marcelo Vasco, que a cada dia se supera. É de ficar olhando por vários minutos de tão bonita! Passado o impacto inicial, é hora de acionar o play e se assustar com o feroz material contido aqui.

A produção, de primeiríssima qualidade, acentuou ainda mais a violência da música, chutando pra escanteio aquele papo furado de que death metal não precisa ser bem produzido. Quando a sujeira se une com o cuidado da produção, só pode resultar em perfeição. E é o que encontramos aqui.

Continue lendo após a publicidade

Faixas como Itika, Conquered Malevolence, Inferior Elegance, We All Bleed e Consumed Ilusion se destacam simplesmente por serem algumas das faixas mais brutais de 2021.

Cozinha técnica do Blood Red Throne

Individualmente, o Blood Red Throne possui músicos excelentes (os guitarristas tocam que é uma beleza) que sabem como ninguém como praticar esse estilo.

Quando nos perguntam os motivos de gostar de death metal, as respostas podem ser as mais variadas possíveis. Experimente mostrar esse álbum ao autor da questão. Ele entenderá perfeitamente.

Imperial Congregation
Ano de Lançamento
: 2021
Gravadora: Nuclear Blast
Gênero: Death Metal

Faixas:
1-Imperial Congregation
2-Itika
3-Conquered Malevolence
4-Transparent Existence
5-Inferior Elegance
6-We All Bleed
7-6:7
8-Consumed Illusion
9-Hero -Antics
10-Zarathustra

Continue lendo após a publicidade

ACOMPANHE

FacebookTwitterInstagramSpotifySpotify
PUBLICIDADE

CATEGORIAS

PUBLICIDADE

Posts relacionados

Mundo Extremo - Cláudio Azevedo

Nos idos de 1989, havia uma banda chamada Nihilist, que viria a se tornar o Entombed não muito tempo depois. Eram os alicerces do...

Mundo Extremo - Cláudio Azevedo

A banda Aeon pratica death metal e vem da Suécia. É um daqueles casos que nem precisamos ouvir a banda para já ter certeza...

Brasil Extremo - Cláudio Azevedo

De Maringá vem o Enslaver, mais uma força do thrash metal brazuca, provando que o Paraná ainda é um celeiro infindável de bandas boas....

Mundo Extremo - Cláudio Azevedo

E o velho Massacre retorna renovado. Um dos pioneiros do death metal – alguns dizem que sua demo de 1986, Agressive Tyrant, foi uma...