Nossas redes

O que você está procurando ?

Entrevistas

Entrevista | Alba Santos – “O Brasil é abençoado na música”

Recentemente, a cantora espanhola Alba Santos divulgou o seu novo álbum, chamado Improvisación. Em resumo, o trabalho foi lançado no dia 15 de maio e contempla músicas em espanhol, português e inglês.

A artista de formação jazzística morou dez anos em São Paulo e fez participações com músicos da cena brasileira, como o contrabaixista Thiago Espírito Santo, o pianista e acordeonista Guilherme Ribeiro ou o saxofonista cubano Felipe Lamoglia.  ​

Além disso, em 2017 participou do Santos Jazz Festival junto com o contrabaixista brasileiro Thiago Espírito Santo e a pianista Silvia Góes. No mesmo ano, a cantora realizou seu show autoral no festival, ao lado de Aniel Someillan.

Publicidade

Em entrevista ao Blog n’ Roll, Alba Santos fala sobre Improvisación, além de seus planos para o futuro e, claro, sua participação no Juntos Pela Vila Gilda, que está chegando!

Seu novo álbum Improvisación levou mais de um ano para ser lançado. Como foi o processo criativo do trabalho?

Foi um processo de alguns anos, porque na verdade o disco é por assim dizer uma trajetória, uma compilação de um momento da minha carreira musical. E só o começo da história, porque já estou gravando novas coisas. O processo se deu naturalmente, junto ao meu parceiro de produção e composição durante todo o disco, Aniel Someillan. Temos trabalhado há mais de cinco anos juntos e durante esse tempo foram saindo as músicas que compõem esse trabalho.

Você canta em espanhol, português e inglês. Isso acaba dificultando a produção do álbum? Como você faz para direcionar as composições para um desses idiomas?

Sim, e no começo me perguntei várias vezes se deveria encaixar tudo isso no mesmo trabalho. Mas Aniel Somillan, achou isso um ponto mais positivo do que negativo, e ao produzir o disco pensou em unificar tudo isso pelo meio da sonoridade e os arranjos. O disco inteiro apesar de ter diferentes línguas e ritmos tem uma unidade de conceito.

No ano passado, foi lançado o videoclipe de Improvisación, antes mesmo da divulgação da álbum. Existe a previsão de mais alguma música ganhar um videoclipe?

Sim Improvisación foi o primeiro, mas já tem outro vídeo gravado para Those Eyes que foi um vídeo registrado aqui no Sri Lanka onde nos encontramos agora, com artistas e equipe super talentosos do país. Esse vídeo será lançado a seguir. Mas por enquanto pode ir degustando Improvisación, pois o primeiro foi gravado como making of, durante a gravação do disco.

Publicidade

Em sinergia com o jazz, você incluiu o bom e velho samba brasileiro na música Batucada. Quais gêneros musicais brasileiros costuma ouvir? E quais artistas brasileiros não saem da sua playlist?

Conheci a música brasileira por causa da Bossa Nova, mas não demorei em conhecer o samba, choro, baião, forro, pagode, ixeja, e outros ritmos brasileiros quando tive a oportunidade de viver no brasil. Na verdade, o Brasil é abençoado na música.

Quais são as suas inspirações e influências musicais?

Comecei ouvindo Barry White e George Benson em casa pelo meu pai, mas também bebi de Tom Jobim e João Gilberto quando ainda não tinha pisado o Brasil. Escuto muito jazz, sobre todo instrumental, e novos artistas como Anderson Paak, Gretchen Parlato, Roy Hargroove. Amo ouvir Marvin Gaye, fui muito fã de Michael Jackson e gosto muito de Sade. Me inspiro com a natureza, com a vida e as experiências e me inspira muito o horizonte e o mar.

Na quarentena, o que tem feito para se reinventar enquanto artista? Tem produzido algo?

Na quarentena fiquei trabalhando em muitas coisas que tinha pendentes, sabe aquela lista de coisas a fazer? Bom, acho que consegui realizar quase toda a lista. Lancei um videoclipe de um outro trabalho e uma música com um compositor americano, e preparei o lançamento do meu disco Improvisación que saiu no dia 15 de Maio no meio da pandemia. E decidi lançá-lo agora porque senti que as pessoas podiam estar receptivas durante o isolamento, pois música é um dos melhores remédios para acalmar e confortar a alma. Então, achei que era necessário nessa hora compartilhar um trabalho que pudesse inspirar outras pessoas, e motivá-las a seguir em frente.

E quais são os seus planos pós pandemia?

Continuar nessa caminhada que é a vida, aportando meu melhor.

Publicidade

Você participará da ação social Juntos Pela Vila Gilda. Gostaria que falasse um pouco sobre a importância de eventos como este e o que espera da apresentação.

Sim, acredito 100% em ações sociais, pois o artista está aqui para espalhar uma mensagem para o mundo. E se todos nos unirmos por causas humanas o mundo só pode melhorar, então é fundamental esse movimento.

COLUNAS

Advertisement

Posts relacionados

Publicidade

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Fika Projetos