O que você está procurando?

Especiais

Frejat encerra Santos Rock Festival com singles, Barão, Tim Maia e Raul

O Santos Rock Festival, definitivamente, não poderia ter um encerramento mais empolgante. Frejat, ao tocar pela primeira vez na Cidade pós saída do Barão Vermelho, esbanjou rock’n roll, blues e swing numa performance que beirou pouco mais de 1h20.

Com início em meio a uma nuance eletrônica, o artista botou a galera pra dançar com Puro Êxtase e Pense e Dance. Bem como ocorreu em diversos outros momentos do show, as canções foram envolvidas numa espécie de medley. Assim, as faixas basicamente pareciam uma só.

Em seguida, Frejat tocou Pedra Flor e Espinho, onde teve um pequeno problema técnico com um dos cabos do retorno. Porém, não se abalou e segurou a música até o fim, sem quaisquer erros. 

Continua depois da publicidade

O setlist reuniu 22 músicas e contemplou fases distintas da carreira do músico. Tinha som do Barão Vermelho (Pro Dia Nascer Feliz, Bete Balanço, O Poeta Está Vivo, Puro Êxtase, Pense e Dance, Pedra Flor e Espinho, Ponto Fraco e Maior Abandonado), hits da carreira solo (Por Você, Segredos,  Homem Não Chora e Amor Pra Recomeçar) e músicas que ficaram famosas na voz do parceiro de composição Cazuza (Exagerado e Codinome Beija-flor), além de Malandragem – uma que ficou famosa com Cássia Eller, mas que foi composta pela dupla.

O single Tudo se Transforma (2017) também fez parte do repertório e precedeu um aviso tímido de Frejat sobre seu próximo lançamento. “Em breve vou lançar meu próximo disco. Fiquem ligados”, afirmou.

Frejat apontou o sentimento bom de estar em Santos novamente. “Estamos muito felizes de estar aqui, dividindo palco com  Ira! e Paralamas, que são nossos amigos de longa data”.

Toca Raul

As luzes se apagaram. Pouco depois, o guitarrista e vocalista voltou para o palco. Seria simplório se o mesmo não fizesse ironizando o fato do público não ter gritado por outro artista.

Continua depois da publicidade

“Estamos aqui há quase uma hora e meia, num show de rock n roll e ninguém falou ‘um toca Raul’ pra gente. Que Brasil é esse?”, brincou Frejat. 

Depois disso, o músico tocou duas músicas do baiano: Tente Outra Vez e Como Vovó Já Dizia. O show prosseguiu com a música Exagerado e encerrou-se com Pro Dia Nascer Feliz.

Impressões do público

Pode-se observar que a plateia estava, mais do que nunca, recheada de casais. Eles curtiram juntinhos visualmente ainda mais quando Frejat tocou um cover de Me Dê Motivos, originalmente lançada por Tim Maia. 

Também vale o destaque para as músicas Por Você, Segredos e Maior Abandonado, que tiveram bastante atenção do público. O pessoal se expressava muito mais quando Frejat cantava baladas românticas ou gritos “Cazueiros”, diga-se de passagem.

Continua depois da publicidade

COLUNAS

Advertisement

Posts relacionados

C6 Fest

Precisamos falar sobre o Pavement. A apresentação que rolou no último fim de semana, dentro do C6 Fest, foi mais do que um show...

C6 Fest

O C6 Fest acertou em cheio nas escolhas. Mesmo que não fosse possível acompanhar todos os shows na íntegra, ainda dava para conferir um...

C6 Fest

“Vocês querem dançar?”, perguntou com um grito gutural Kayus Bankole, um dos vocalistas do Young Fathers, durante a apresentação da banda no C6 Fest,...

C6 Fest

O que pouco pode ser discutido acerca das duas edições do C6 Fest é sua curadoria. Os organizadores, desde a primeira edição, mostram-se atentos...

Publicidade

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Fika Projetos