O que você está procurando?

Resenha de Shows

Jack Johnson promove luau para 8 mil pessoas no Espaço das Américas

JÚLIA CARRILO
Foto: Tuiki Borges/Midiorama

Na noite da última terça-feira, enquanto o Coldplay se preparava para subir ao palco do Allianz Parque, ali pertinho, no Espaço das Américas, na Barra Funda, Jack Johnson também garantia o seu show de luzes. Mas ao invés de algo mais tecnológico, apostava em um clima mais intimista, beirando um luau. Tudo a ver com a proposta do surfista havaiano. O público agradeceu. O céu cinzento, a chuva fina e o frio paulistano não combinavam com o show de Johnson, que teve o apoio de 8 mil fãs.

O surfista chegou dando boa noite em português, o que de fato já fez o público ficar empolgado. Abriu com If I Had Eyes, do álbum In Between Dreams, de 2005, e conquistou os fãs, que cantaram tudo, do início ao fim.

Continua depois da publicidade

Não demorou muito para perceber que a banda que acompanha o cantor é tão boa quanto ele. Aliás, o tecladista Zach Gill é um show à parte. Ele roubou a cena em diversos momentos e pulou nos braços dos fãs, literalmente. O baixista Melo Podlewski e o baterista Adam Topol completam a harmonia das músicas.

Johnson soube equilibrar bem o seu repertório, com uma atenção maior ao principal disco, In Between Dreams, mas sem esquecer do seu último trabalho, All the Light Above it Too. O álbum, lançado em setembro, foi lembrado em três momentos, com as faixas Big Sur, My Mind Is For Sale e Sunsets for Somebody Else, sendo as duas últimas com uma aceitação maior.

Big Sur, que poderia passar batida no repertório, proporcionou um momento com mais cara de luau, quando todos os integrantes se reuniram no meio do palco.

O ponto alto da noite foi quando Jack chamou um dos fãs da pista premium e emprestou seu violão, além de dividir a voz em Sunset For Somebody Else. O resultado foi incrível: o público realmente gostou e gritou muito.

Continua depois da publicidade

Henrique, o menino que cantou, se destacou com a sua boa voz. E, com certeza, não vai esquecer daquela noite. No final do show, ele ainda convidou outra pessoa, que cantou I Got You.

Além disso, agradeceu o público em português, colocou pitadas brasileiras, como em Staple it Together, que foi misturada com Mas que nada, de Jorge Ben Jor.

Em duas horas no palco, Johnson entregou tudo o que os fãs queriam. Os hits Upside Down, Sitting, Waiting, Wishing contaram com coros bem afinados.

Setlist
If I Had Eyes
You Can’t Control It
Never Know
Rodeo Clowns
Sunsets for Somebody Else
Tomorrow Morning
Taylor
Big Sur
You And Your Heart
Flake
My Mind Is For Sale
Bubble Toes
I Got You
Wasting Time
At or With Me
Upside Down
Good People
Belle / Banana Pancakes
Sitting, Waiting, Wishing
Breakdown
Shot Reverse Shot/ Whole Lotta Love
Willie Got Me Stoned and Stole All My Money
Mas Que Nada / Staple It Together
Times Like These
Do You Remember
Better Together

Continua depois da publicidade

COLUNAS

Advertisement

Posts relacionados

Agenda

Uma das maiores revelações do rock no Brasil nos últimos anos, a banda Black Pantera fará a abertura do show único do grupo britânico...

Agenda

Em julho, o Suicidal Tendencies, um dos maiores nomes do hardcore/crossover mundial, volta ao Brasil com a turnê Nós Somos Família. Liderada por Mike...

Publicidade

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Fika Projetos