O que você está procurando?

Crédito: Eric Cravo

BR

Entrevista | Superbrava – “Hoje em dia nós já sabemos um caminho a seguir em relação à musicalidade”

Lançado na segunda quinzena de junho, o EP Natural é o mais novo trabalho da Superbrava. Em resumo, o material é composto por cinco faixas que mergulham nas situações e sensações do cotidiano, com um olhar sensível, leve e vulnerável.

Com influências de bandas como Garage Fuzz, Noção de Nada, Samiam (cuja uma das músicas deu origem ao nome da banda Superbrava), Sense Field e Farside, o grupo está na ativa com seu segundo registro.

Em entrevista ao Blog n’ Roll, o vocalista Rodrigo Dido entrega mais detalhes sobre a produção de Natural, além de comentar a nova fase do quinteto e os próximos passos da banda santista.

Continua depois da publicidade

Novo EP e videoclipes

As canções de Natural são capazes de gerar identificação de forma fácil, afinal, foram inspiradas em situações que ocorrem com frequência no dia-a-dia. Cinco faixas integram o repertório: Ininterrupto, Peso de Tudo, Natural, Pílula e Trilha.

“Apesar do infame trocadilho, as composições surgiram de maneira bem natural mesmo, com base no que vemos e vivemos diariamente, seja sobre situações corriqueiras que tanto nós, quanto amigos e pessoas do dia-a-dia vivemos”, explica Dido.

Gravado e produzido por Nando Basseto (guitarrista do Garage Fuzz) e também pela Superbrava entre março e novembro de 2020, no Estúdio Play Rec, em Santos, o novo EP faz uma imersão entre o emo, pop punk e hardcore melódico.

A faixa-título já recebeu um lyric vídeo antes do EP ser lançado e a banda já está com outros lançamentos no forno: “temos sim intenções de lançar mais um dois videoclipes, tendo um inclusive já pronto e prestes a ser lançado em breve”.

Continua depois da publicidade

Produção do Superbrava na pandemia

O setor musical, assim como diversos outros setores, precisou se adaptar em tempos de pandemia. E com Superbrava não foi diferente. Dido comenta sobre os desafios de produzir um EP completo sem o contato físico dos cinco integrantes.

“A pior parte de se produzir na pandemia, apesar de todas as faculdades tecnológicas de produzir de maneira remota, é justamente a falta de contato físico, o olho no olho, aquela emoção e feeling de se encontrar e pré-produzir o material. Mas mesmo com todos esses empecilhos, conseguimos nos empenhar bastante (muita coisa já tínhamos quase que pronto)”.

Contudo, foi neste cenário de mudanças que mais um integrante chegou à Superbrava: o guitarrista Vinicius Frutuoso.

“A entrada do Vini nas guitarras agregou muito, pois ele já conhecia a banda. Já tínhamos uma sintonia muito boa, e ele só somou com todo seu talento e musicalidade dentro das músicas do EP Natural”, comenta Dido.

Continua depois da publicidade

Coletivo Sardinhada e apresentações do Superbrava

Em fevereiro, a Superbrava realizou uma apresentação para a primeira edição online do Coletivo Sardinhada, que também contou com apresentações das bandas O Último Banco do Bar e A Casa Imaginária. Em conclusão, a ação foi realizada com recursos da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc e foi o único evento no qual a banda se apresentou.

“Fizemos apenas uma apresentação para o Coletivo Sardinhada (coordenado por amigos de algumas bandas de São Vicente), e desde então nunca mais nos encontramos fisicamente, seja para ensaio e conversas sobre a banda”.

Apesar vacinação em massa, Rodrigo Dido acredita que ainda é cedo para pensar em apresentações ou shows.

“Acredito que até que a última pessoa seja vacinada, não podemos nos comprometer em fazer pequenas ou grandes aglomerações em casas de show. Ou seja, até que esse vírus seja totalmente esvaecido. Mas talvez façamos alguma coisa em questão de apresentação, talvez outra live. São ideias que ainda estão bem verdes pra gente”, finaliza.

Continua depois da publicidade

Todas as Cores

Em junho de 2019, a Superbrava lançou o seu primeiro EP, intitulado Todas As Cores. Em síntese, o trabalho foi produzido pela Seein Red Records, com gravação, mix e masterização de Nando Basseto, no Playrec Estudio.

Composto por sete músicas, o EP aborda temas como diversidade, empatia e acolhimento. Passados dois anos desde o primeiro registro da banda, hoje a Superbrava é musicalmente mais madura e sabe quais caminhos percorrer.

“A diferença de Todas as Cores pra Natural é que hoje em dia nós já sabemos um caminho a seguir em relação à musicalidade. Aliás, tem também a responsabilidade de sermos uma banda da qual as pessoas já esperam alguma coisa, eu acho. Todas as Cores foi quase uma brincadeira de amigos que pra nós deu muito certo; Natural é a consolidação de uma musicalidade que estamos construindo nesse caminho até esse momento”, afirma Dido.

Continua depois da publicidade

COLUNAS

Advertisement

Posts relacionados

Publicidade

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Fika Projetos