Nossas redes

O que você está procurando ?

Juntos Pela Vila Gilda

Entrevista | Gabriel Peri: “A música é minha vocação”

A voz suave do cantor e compositor Gabriel Peri contrasta com o discurso dissonante e sombrio da canção Menina Preta, single lançado pelo músico nascido em Cubatão na última semana. O trabalho prepara o público para seu primeiro álbum, Terra, que chega ao público em breve.

A canção é o quarto single do músico, que conta com a participação especial da cantora Nina Oliveira.

“Conheci Nina na escola de canto que frequentávamos. Ela canta muito bem e achei que essa música era a cara dela”, conta ele. Na composição, Peri fala do amor presente, que consome o pensamento dos apaixonados e sobre a sorte que se tem ao se abrir para o outro.

Publicidade

Em setembro, ele havia lançado seu primeiro single, Visitante, com videoclipe que alcançou mais de 100 mil visualizações em seu canal no YouTube. Em novembro, foi a vez da delicada Tanto Fiz, e, em março deste ano, ele apresentou ao público Samba do Dia Inteiro, com a participação de Teco Martins, ex-vocalista da banda Rancore, que com uma mistura de raízes do samba com o sincretismo, trata de religião.

Primeiro disco

“Venho trabalhando nesse disco durante três anos e, neste processo, minha única preocupação, como ariano que sou, era fazer a melhor arte e trabalhar com os melhores artistas. Sinto que cheguei a esse ponto”, comemora.

Peri acredita que o novo trabalho seja lançado em dois meses, junto com o próximo single, Dança, ao qual ele atribui um estilo mais “metaleiro”.
O novo álbum, com nove faixas e uma introdução, traz um cenário mais obscuro, deve tratar do amor, religião e política.

Brota da Terra onde tudo começa, a minha voz. É essa a abertura do disco, que mostra justamente o que ele é”, conta o músico.

Publicidade

O trabalho é produzido por Peter Mesquita, com lançamento pelo selo Art Intel Music, em parceria com a gravadora Deck Disc.

Origens de Gabriel Peri

Aos 31 anos, Peri lembra que o seu primeiro contato com a música vem de quando era pequeno.

“Minha mãe sempre cantou. Era do tipo que cozinhava e fazia todas as tarefas de casa cantando, e isso sempre me chamou a atenção”, lembra ele, que deixou Cubatão rumo a Guarulhos quando tinha 3 anos.

A relação com a família também fez com que o músico adotasse o sobrenome artístico de uma região próxima à origem de seus avós.

Publicidade

“Queria saber mais e, nas pesquisas, acabei descobrindo que tinha um lugar chamado Peri. Foi identificação total”.

Ele conta que sempre escreveu para traduzir em palavras as sensações que tinha. “Recebi vários chamados profissionais, como a Enfermagem e a Engenharia, mas a música é minha vocação.”

Com a pandemia, o artista, que trabalha em paralelo como técnico em Enfermagem atendendo a pacientes com covid-19, continua compondo e já pensa em lançar um segundo álbum.

“A gente não sabe muito bem como a coisa vai caminhar, quando retomaremos a agenda de shows. Mas sou apaixonado pela música e é com ela que sigo”.

Publicidade

Juntos Pela Vila Gilda

Gabriel Peri é uma das atrações do Juntos Pela Vila Gilda, que acontece no último fim de semana de julho, no YouTube. Saiba mais sobre o evento.

COLUNAS

Advertisement

Posts relacionados

BR

A convergência entre a sensação de (finalmente) alcançar a completude e viver uma imersão com ricas trocas musicais foi o guia para a criação...

BR

Tom Jobim dizia que a música brasileira é aquela que ri e que chora. Este é um bom ponto de partida para abordar a...

Gringolândia

A cantora Charli XCX lançou, nesta quinta-feira (29), o single Von Dutch, primeira faixa do seu aguardado álbum Brat. Produzido por Easyfun, Von Dutch...

Publicidade

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Fika Projetos