Nossas redes

O que você está procurando ?

Resenha de Shows

Epica reúne seus maiores clássicos no repertório em SP

Shows de luzes, um repertório extenso e muita interação com os fãs. Em sua maior turnê pelo Brasil, a banda holandesa Epica marcou presença no palco do Tropical Butantã na noite do último sábado (10), em São Paulo. A turnê The Ultimate Principle já passou por Belo Horizonte e segue rumo ao Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba, Manaus, Fortaleza e Recife, garantindo o melhor do metal sinfônico.

Em um concerto de quase duas horas, iniciado pontualmente às 20 horas, o Epica subiu ao palco sobre fortes aplausos do público, que já aguardava ansioso. Com a casa cheia, a banda iniciou sua jornada musical com Eidola e Edge of the Blade, uma dobradinha do álbum The Holographic Principle, de 2016. Com muitos sorrisos, saudações em português e corações, Simone Simons e Mark Jansen se entregam ao público no contraste de vocais angelicais e extremamente explosivos, reunindo elegância e força nas mesmas proporções.

Publicidade

Na sequência, três obras-primas da banda: Sensorium, Fight Your Demons e Unleashed. O chão tremia com força por toda a casa de shows enquanto Mark Jansen, Isaac Delahaye e Rob van der Loo arrasavam na intensidade de guitarras e baixo.

A cada pausa entre as canções, Simons retomava a fala ao público, agradecendo pela lealdade dos fãs que acompanham a jornada da Epica desde o início. Chasing the Dragon cativa um momento mais suave, enquanto Storm the Sorrow conta com um show de luzes extremamente veloz, fazendo jus à enorme potência da canção.

Publicidade

The Holographic Principle não deixa a desejar, incentivando o público a dançar e pular, seguida por Victims of Contingency. Retomando ao início da banda com seu primeiro grande hit, a performance de Cry For the Moon contou com alguns improvisos interessantes, com destaque para o ótimo solo de bateria de Arien van Weesenbeek logo no final.

Os gritos em uníssono fizeram o coral perfeito para a canção, sustentando o momento que mais marcou a reciprocidade entre banda e público. A escolha de Unchain Utopia logo em seguida foi ideal para manter a atmosfera interativa, garantindo um mar de vozes e palmas em sincronia com bateria e guitarras frenéticas.

Coen Jansen não perdeu a energia nem por um minuto, brincando com os teclados em diversos momentos e passeando pelo palco do início ao fim.

Publicidade

Simone convida todos a acenderem seus celulares durante a performance de Once Upon a Nightmare, que acaba se tornando um dos momentos mais emocionantes da noite. No bis, Sancta Terra, Beyond the Matrix e Cosign to Oblivion para finalizar a noite, deixando uma atmosfera de união e uma enorme vontade de quero mais.

Com exímia qualidade técnica, majestosos shows de luzes, boas performances de palco e um enorme carinho com o público, a Epica garantiu um de seus melhores shows em São Paulo e deixa sua marca nos corações dos fãs.

O amadurecimento da banda, somado à sua enorme força de vontade, foi a chave do sucesso não só dessa, mas de todas as apresentações da recente turnê. Inovação é o adjetivo para definir o trabalho da banda, que promoveu uma performance ambiciosa. Aguardamos ansiosamente por mais shows como esse!

Publicidade

COLUNAS

Advertisement

Posts relacionados

Agenda

A banda santista de surf music Mad Haoles se apresenta nesta quinta-feira (22), na Comedoria do Sesc Santos. A casa abre às 20h e...

Agenda

O show do duo norte-americano Lightning Bolt em São Paulo acontece neste domingo (25), no Fabrique Club, em São Paulo. Duas bandas fazem a...

Agenda

Os irmãos australianos Angus & Julia Stone trazem o novo álbum, Cape Forestier, que será lançado em 10 de maio, ao Brasil. A dupla...

Agenda

A cantora e compositora norueguesa Sigrid chega ao Brasil para uma única e inédita apresentação no dia 23 de maio, no Cine Joia, em...

Publicidade

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Fika Projetos