Encontre no blog...



Dossiê do Rock

Com auge nos anos 1990, Counting Crows segue ativo e com bons discos

Liderado pelo vocalista Adam Duritz, o Counting Crows fez sucesso logo ao lançar seu disco de estreia, August and Everything After (1993), que contém o hit Mr. Jones, maior sucesso do grupo até hoje. Contudo, mesmo após ter certa relevância ainda durante a década de 1990, o conjunto sumiu dos holofotes.

Em resumo, ainda é possível ver novidades do Counting Crows, já que eles continuam juntos e pretendem lançar um novo disco ainda em 2020.

Counting Crows

Antes de mais nada, temos uma boa curiosidade sobre o passado de Duritz. O vocalista estreou no mundo da música em 1991, com o The Himalayans. Ademais, o grupo ainda tinha Dave Janusko na composição.

Continue lendo após a publicidade

Após alguns desentendimentos, Adam decidiu se separar da banda e junto do guitarrista David Bryson decidiu criar o Counting Crows. Procurando por membros, a dupla conheceu o tecladista Charlie Gillingham, que inicialmente fez apenas alguns trabalhos temporários para o conjunto, mas depois foi firmado no lineup.

August and Everything After

Após a produção de algumas demos e fazer contrato com a Geffen Records, a banda enfim lançou seu primeiro álbum. Movido pelos singles Mr. Jones, Round Here, Rain King e A Murder of One, o trabalho vendeu cerca de 10 milhões de cópias pelo mundo.

Ademais, por causa do disco, o grupo foi convidado para excursionar com diversas bandas famosas em turnês. Além do Rolling Stones, o Counting Crows também fez turnês com o The Cranberries e Bob Dylan.

Com o intuito de mudar um pouco a sonoridade, Adam Duritz passou o ano de 1995 trabalhando em novas composições, o resultado disso foi Recovering The Satellites (1996). Em síntese, o projeto é bem mais pesado que seu antecessor. Vale lembrar que a canção A Long December também ficou muito marcada na época.

Continue lendo após a publicidade

Pouca mídia mas bons discos

Com os ânimos sobre o conjunto já reduzido, eles lançaram ainda The Desert Life (1999). Pouco aclamada pela crítica, a obra ‘ajudou’ ainda mais as pessoas a esquecerem a banda.

Ainda assim, o grupo não se desfez e já divulgou quatro discos de 2000 até agora. Vale destacar os bons Saturday Nights & Sunday Mornings (2008) e o mais recente, Somewhere Under Wonderland (2014).

Em entrevista recente, Duritz se mostrou incomodado com o fato do conjunto não lançar nada novo há alguns anos e já planeja o próximo lançamento.

Continue lendo após a publicidade

ACOMPANHE

FacebookTwitterInstagramSpotifySpotify
PUBLICIDADE

CATEGORIAS

PUBLICIDADE

Posts relacionados

BR

Destaque da cena independente brasileira desde os anos 2000 à frente da banda Rancore, π Teco Martins (assim mesmo, com o símbolo do pi...

Gringolândia

Produzida pela colaboradora de longa data Simone Felice e produzida, mixada e projetada por David Baron ao longo de duas sessões no inverno e...

Gringolândia

O lendário Santana lançou uma versão para A Whiter Shade of Pale, clássico do Procol Harum. Trazendo vocais de Steve Winwood (Spencer Davis Group),...

Gringolândia

Depois de anunciar de surpresa o projeto The Myth of the Happily Ever After, com a faixa Unknown Male 01, o Biffy Clyro compartilhou...