Nossas redes

O que você está procurando ?

Especiais

Descendents passeia por um dos legados mais lindos do punk rock em Londres

Com pouquíssimos shows marcados na Europa este ano, o Descendents voltou a Londres no último sábado (11). Aliás, a apresentação foi anunciada no último outono e tinha em seu line-up os suecos do The Baboon Show. No entanto, com algumas mudanças de última hora, Last Hounds e Wonk Unit foram as responsáveis pela abertura da noite.

A Last Hounds subiu ao palco e mostrou um show enérgico e empolgante. Com Handmade, Extraordinary e Slow Burn tocadas na velocidade e volume máximo, banda abriu caminho para o vocalista mudar de lado e se juntar ao público para cantar Running With The Dead, todas do álbum de estreia deles, Burden, de 2021.

Em poucas semanas, eles retornam a Londres, dessa vez em turnê com Lagwagon. Aliás, a banda seguirá os norte-americanos durante toda tour pelo Reino Unido, em junho.

Publicidade

Do sul de Londres diretamente para o norte, uma das pérolas do underground inglês, o Wonk Unit. Para falar deles seria necessário abrir um capítulo extra, pois teríamos que voltar nos anos 1990, onde tudo começou. Porém, para ser mais rápido e dinâmico, a gente resume. A banda é um autoretrato do vocalista e fundador, Alex “Daddy” Wonk, como ele mesmo afirma.

As letras são todas por experiências vividas por ele ao longo desses anos e falam sobre problemas pessoais transformadas em um diário pessoal.

Com Heroin abrindo a festa, o Wonk Unit transformou a pista do Forum Kentish Town em uma bagunça sem limites. Rápidas palavras de agradecimento por estarem em uma festa junto ao Descendents e, logo depois, mais porrada sonora.

Normalmente, os shows da banda ultrapassam 25 músicas. Sábado, no entanto, foi apenas uma amostra da diversão que é o show da banda.

Músicas como Awful Jeans, Go Easy, Lewisham (bairro localizado no sudeste de Londres), Ja Mappelle e Kings Road Sporting Heroes, do excelente álbum Nervous Horse, finalizaram a apresentação em grande estilo.

Descendents

Sem nada mencionando o nome da banda e nenhum efeito de luz, os quatro integrantes do Descendents entraram no palco. Milo, primeiramente, perguntou quem esteve na última apresentação da banda em Londres, em 2018. O vocalista queria se desculpar pois disse que naquele dia a sua voz não estava boa o suficiente.

Logo depois, apresentou o cartão de visitas com Everything Sux. Melhor entrada possível. A casa literalmente virou do avesso. De um clássico a outro, a banda voltou para os primórdios e mandou Hope, do clássico Milo Goes to School. Coolidge veio logo na sequência. Cinco minutos de euforia.

Publicidade

A banda não fala, deixa que a música fale por eles, e vão tocando ininterruptamente. Com um set list gigantesco, mínimas pausas entre as músicas, Milo apenas dizia o nome da próxima faixa ou Bill abria a contagem nas baquetas.

Uma coisa super interessante foi notar uma presença grande de fãs assistindo a banda de cima do palco. Também um número grande de crianças na casa, especialmente na parte superior.

Uma banda que passou por diversos momentos na carreira, mudou de nome, acabou, voltou, vários problemas internos, hiatos, e ainda está lá mostrando para todos o quão relevante ainda é.

O set se misturou perfeitamente e pelo menos uma música de cada álbum foi executada durante a maratona.

Pontos altos do set? Sim, diversos! I’m the One, Myage, Without Love, Bikeage e pelo menos mais umas 15 músicas. A banda entrega exatamente o que os fãs querem, muitos hits.

Publicidade

Por fim, podemos dizer que os quatro senhores nos deram um frescor da adolescência e nos lembraram como a música ainda nos leva a lugares que não eram visitados há muito tempo.

Mais de 40 anos de história e um dos legados mais bonitos da história do punk rock mundial.

Publicidade

COLUNAS

Advertisement

Posts relacionados

Especiais

Quando foi anunciada há dois anos, a Hella Mega Tour deixou o público enlouquecido. Três superbandas juntas em um giro mundial: Green Day, Weezer...

Especiais

Um dia antes, o Twenty One Pilots havia vencido o prêmio de melhor performance ao vivo do Kerrang Awards, prêmio da tradicional revista britânica....

Especiais

O Ronnie’s Scott, no Soho, em Londres, por si só já vale uma visita. É como visitar um estádio de futebol lendário sem jogo....

Especiais

O Kenwood House, no norte de Londres, promove anualmente uma série de shows em seu gramado, entre junho e agosto. A trinca curiosa Confidence...

Publicidade

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Fika Projetos