Encontre no blog...



BR

Detonautas lança Álbum Laranja; Tico Santa Cruz comenta disco

Foi escrevendo crônicas do que estava acontecendo no Brasil a cada mês, que a banda Detonautas construiu o Álbum Laranja, disponível nas plataformas de streaming nesta sexta-feira (23). O novo disco traz oito músicas, sendo três delas inéditas, com diversos posicionamentos políticos e sociais.

As músicas possuem sonoridades e abordagens distintas. Uma das faixas inéditas, Clareiras, não é mais um ataque frontal ao governo, como outras do álbum, ela remete a uma canção de resiliência e de esperança, para que as pessoas se sintam acolhidas neste momento difícil que estamos passando.

“Mais da metade do oceano esperando que as vacinas comecem a chegar nos braços, e que também tragam a esperança da vida de novo para todo mundo”, explicou o vocalista, Tico Santa Cruz, que conversou com a Reportagem por telefone.

Continue lendo após a publicidade

Bandeira Brasileira é uma música que foi escrita em 2010, tendo então uma estética diferente das demais, Tico apenas fez uma adaptação atualizando o discurso contando as contradições do povo brasileiro. Por fim, Carta ao Futuro é uma versão acústica da primeira música que a banda Detonautas lançou.

“A gente está dentro de uma estrutura, que no final das contas montou um quebra cabeça bem interessante, de crônicas sobre o Brasil”, concluiu o vocalista.

Álbum Laranja faz alusão ao White Album (Álbum Branco), dos Beatles, e o Black Album (Álbum Preto), do Metallica. Entretanto, a escolha da cor é um trocadilho com o que está acontecendo no Brasil. Em resumo, a história dos laranjas no Governo Bolsonaro.

Continue lendo após a publicidade

O sétimo disco de estúdio da banda é formado por críticas sociais, e um pouco de esperança. Além disso, conta com participações de Gabriel, o Pensador e Gigante no Mic.

Clareiras ganha videoclipe

A chegada do novo álbum do Detonautas vem acompanhada de um videoclipe de Clareiras, uma das faixas inéditas do disco. “Foi um videoclipe lindíssimo, que ficou muito emocionante”, contou Tico Santa Cruz.

Carta ao Futuro, terá um videoclipe mais alternativo. E em Bandeira Brasileira, a banda está tentando construir um lyric video. Por tanto, Detonautas acredita que haverá conteúdo audiovisual para as três músicas inéditas.

Continue lendo após a publicidade

Detonautas em processo durante a pandemia

A partir do momento recluso por conta da pandemia, Tico começou a compor, e acabou compondo um disco inteiro entre março e junho de 2020. O disco em questão, estava sendo trabalhado pelo Detonautas e será lançado no final deste ano.

Inicialmente escrevendo músicas relacionadas às angústias, fragilidades e vulnerabilidades da pandemia. O vocalista compôs Carta ao Futuro, e de madrugada publicou em seu Facebook, quando acordou tinha mais de 150 mil visualizações, mostrou para a banda, e decidiram produzir a faixa.

No lançamento, a música chegou a alcançar 500 mil visualizações. “É um número bastante relevante para uma banda de rock, porque hoje o rock representa 3% do percentual de consumo das plataformas de streamings. O número de 500 mil acessos de visualizações em um vídeo, é um número bastante relevante.”

Continue lendo após a publicidade

A partir dessa música, os integrantes da banda Detonautas entenderam que as pessoas queriam ouvir músicas relacionadas às questões políticas e sociais.

Tendo que se reinventar e mudar totalmente a dinâmica de produção, a banda Detonautas produziu todo o álbum a distância.

“A gente nunca tinha feito, então deu uma velocidade e uma capacidade de síntese que às vezes a gente ficava horas no estúdio, que é bom também, mas é outro caminho, que a gente já experimentou por muitas vezes, mas esse caminho que nos deu agora, foi um caminho que mostrou para gente que é possível se trabalhar de outras maneiras”, esclareceu Tico sobre a experiência.

Álbum Laranja e a nova fase do Detonautas

O Detonautas sempre foi uma banda muito versátil, e no último ano passou a estruturar temas que já são tocados por eles há um tempo. Entretanto, antes, pautas políticas e sociais não tinham tanta atenção do público, porém, durante a pandemia despertou um maior interesse nas pessoas.

Continue lendo após a publicidade

“A gente não procurou uma ação reativa, de protesto, com uma linguagem pesada ou raivosa, buscamos abordar de forma mais sarcástica, mais irônica, isso foi muito bom, porque acabou chegando em um público que não escuta rock, uma garotada mais jovem, que está meio desconectada do rock”, explicou Tico Santa Cruz.

“Eu acho que o Detonautas conseguiu abrir um diálogo com uma galera que há muito tempo não parava para ouvir música no rock, e que estava conectada com outros estilos”, completou.

Após transitar em diversos estilos, o vocalista conta que agora a banda Detonautas ‘aprofundou mais ainda a questão da liberdade de conversar com vários gêneros, fazendo com que tenham uma carta na manga interessante, a liberdade de poder atuar livremente dentro do rock, sem perder a essência’.

Continue lendo após a publicidade

Álbum Laranja é engajado em pautas políticas

Tico Santa Cruz é um dos artistas que mais demonstram as suas opiniões, sejam elas políticas ou sociais, com posicionamentos claramente expostos em suas redes sociais, desde o impeachment da Dilma, em 2014, no qual o artista se posicionou contra.

O vocalista contou ao Santa Portal que sofreu muito ao se posicionar por uma questão de democracia, pois as pessoas confundiram com defesa de determinado partido político.

“Quando eu estava naquela época defendendo a democracia, é por eu ter estudado ciências sociais e história, eu sempre entendi que movimentos que mexiam com a democracia, ainda mais uma democracia frágil como a do Brasil, desencadeiam situações muito perigosas”, ressaltou.

Após todos os últimos acontecimentos do Brasil, Tico diz que muitas pessoas já o procuraram arrependidas, não só por ataques a ele, e sim a própria situação do Brasil.

Continue lendo após a publicidade

O Álbum Laranja traz músicas com análises cada vez mais críticas, Tico conta que ‘tem grupos bolsonaristas muito violentos, que atacam sistematicamente’, mas a banda já se preparou para poder se proteger, e seguem trabalhando.

Ao ser perguntado sobre o fim do Ministério da Cultura, o vocalista afirma que ‘atacar a cultura é uma estratégia de governos autoritários, e foi isso que o Bolsonaro fez, porém a cultura também é muito forte, então quando você ataca a cultura, a reação da cultura também é muito forte e é isso que a gente está vendo agora.’

‘A cultura está reagindo a esses ataques para que no futuro a gente consiga restabelecer a importância, e no futuro que os próximos governos entendam a importância da pesquisa, da ciência, do SUS e da cultura também, dentro do pilar que a gente tem para construir uma sociedade.’

Continue lendo após a publicidade

Tico tem buscado novos artistas para escutar no seu tempo livre

O vocalista contou ao Santa Portal que achou muito legal o feat da banda brasileira Meu Funeral com a Tati Quebra Barraco, uma mistura de funk com rock. Além disso, conheceu uma banda estrangeira, chamada Rab Key.

“É difícil você ver bandas de garotos pretos fazendo rock, pela representatividade, eu acho muito importante que essa banda venha a se tornar uma banda famosa, por enquanto ela não é uma banda tão famosa”, disse Tico sobre a banda Rab Key.

Por fim, o artista diz ter tentado ouvir o que as pessoas indicam, e foi assim que ele conheceu o Gigante no Mic que fará uma participação no Álbum Laranja.

Continue lendo após a publicidade

“Tem muita gente fazendo trabalhos legais e que às vezes não ganham visibilidade, porque não tem espaço para o rock hoje em dia da forma como tinha antigamente”

ACOMPANHE

FacebookTwitterInstagramSpotifySpotify
PUBLICIDADE

CATEGORIAS

PUBLICIDADE

Posts relacionados

Especiais

Uma verdadeira instituição do rock na África do Sul, o Springbok Nude Girls celebra quase três décadas de história com o álbum Partypocalypse. É...

Especiais

Em turnê pelos Estados Unidos com Rancid e Dropkick Murphys, a californiana The Bronx certamente é um dos nomes mais empolgantes na atualidade. Mas...

Especiais

Lançado no último dia 2, o videoclipe Cattle Life é o último trabalho da banda de ska-punk Abraskadabra. A princípio, os curitibanos denunciam a...

Especiais

De Amsterdã, na Holanda, vem uma das mais gratas surpresas dos últimos anos, o duo Feng Suave, formado por Daniël Schoemaker e Daniël de...